Milionário ou ex-milionário?

Não coloque a perder a fortuna duramente adquirida e saiba evitar os erros mais comuns cometidos por aqueles que se tornam ricos

Milionário ou ex-milionário?
Milionário ou ex-milionário?
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Arthur Ordones, do Infomoney

Quanto mais dinheiro alguém possui, mais difícil se torna administrá-lo. Famílias com um patrimônio de dezenas de milhões de reais geralmente têm alguns imóveis, vários empregados e um patrimônio financeiro grande para ser alocado. Ao mesmo tempo, um grande empresário geralmente tem pouco tempo para se dedicar à vida privada e ao patrimônio pessoal.

Uma opção interessante é contratar uma empresa especializada na gestão do patrimônio de famílias ricas, os chamados "Multi Family Offices". O InfoMoney conversou com Felipe Carmuega Rabaçal, sócio da Fractal Gestão Patrimonial, um "Multi Family Office" que administra o patrimônio de algumas famílias.

Na entrevista a seguir, ele explica quais as principais dificuldades e erros dos clientes ao lidar com o dinheiro:

1 - Não vender propriedades que não utilizadas ou administradas de uma forma ineficiente

Segundo Rabaçal, a maioria de seus clientes possuem propriedades, como imóveis, lotes de terra e fazendas, que são pouco utilizadas. As contas das propriedades são pagas, porém chegam a passar despercebidas por anos, gerando gastos altos e desnecessários.

"Existem casos onde clientes não utilizam estes bens há anos, nestes casos sugerimos avaliar a necessidade de se manter este bem no patrimônio, pois em alguns casos é viável uma avaliação para uma possível venda/incorporação ou até mesmo locação, ou seja, nós transformamos um ativo que gerava despesa em ativo que produz renda", afirmou.

2 - Não fazer orçamento para identificar os gastos

Alguns clientes da Fractal GP, ao contratar o serviço, não possuíam nenhum controle de gastos. Qual é a despesa por mês com os imóveis, com a esposa, com os filhos? Muitos não consideram a hipótese de continuar investindo no setor imobiliário, porém com gestão ativa e gerando renda, uma boa opção pode ser a alocação de uma parcela do patrimônio em fundos imobiliários.

"Além de realizar a gestão financeira, nós também administramos a parte não financeira, através da gestão de imóveis, automotores (barcos, aeronaves e veículos) além de funcionários pessoais, atividade normalmente não realizada por outros Multi Family Offices."
Antes de contratarem os serviços da Fractal GP, normalmente os clientes confiavam a gestão a uma secretária, parente ou amigo de confiança, não sendo administrado de forma mais profissional e ativa.

3 - Não negociar a remuneração dos funcionários nem se precaver de processos trabalhistas

Outro problema, ainda nesse campo de deixar as contas para um assistente cuidar, é o da folha de funcionários.

"Existem clientes que nos consultaram, com dezenas de processos trabalhistas, de pessoas que se aproveitavam do dinheiro deles e, principalmente, da falta de organização. Nestes casos, utilizamos assessoria de advogados terceirizados e de confiança para resolver cada um dos processos."

Com uma gestão profissional, todos os gastos, como INSS, IR, hora extra, são regularizados. Contratação, demissão, aumentos salariais são assuntos hoje tratados diretamente com o "Multi Family Office", não sendo mais necessário a exposição e negociação com o próprio cliente.

"Hoje em dia, nas famílias, nós não temos nenhum processo trabalhista, pois tudo é feito da forma correta, com carteira assinada, holerite, hora extra, ou seja, caso existe algum processo estamos amparados legalmente para a defesa."

Os funcionários normalmente conversam diretamente com a Fractal quando tem qualquer solicitação, como férias, aumento, etc.

4 - Investir apenas em aplicações conservadoras como títulos públicos e CDB de grandes bancos

Os clientes normalmente buscam uma estrutura de Multi Family Office sem nenhum investimento de risco e com grandes quantidades aplicadas em fundos conservadores e com rendimentos mais baixos. Após confiar a gestão à Fractal, o portfólio da família normalmente se torna mais diversificado, mas, mesmo assim, eles continuam com aversão ao alto risco e fogem das ações, pelo fato de já terem um patrimônio consolidado.

"Eles se preocupam mais em preservar o patrimônio, então são mais avessos ao risco. Quando iniciamos uma gestão, procuramos diversificar a carteira, aplicando em fundos imobiliários, LCA e LCI, que são isentos de imposto de renda, além de CRIs, emissões de debêntures, CDB e fundos multimercados."

5 - Não planejar a transmissão de herança

Alguns clientes da Fractal, quando contrataram o serviço do Multi Family office, não haviam pensado na transmissão da herança, e isso pode ser muito prejudicial no futuro da família. Um patrimônio elevado tem que estar minuciosamente encaminhado para a próxima geração, para, assim, evitar futuros conflitos familiares ou dispersão e perda do dinheiro e dos bens.

"Estudamos a possibilidade de fazer a transmissão de bens em vida através de testamento, previdência ou outros veículos que são adequados e aconselhados por grandes escritórios de advocacia, inclusive no exterior. Aos nossos clientes que já tem previdência, fazemos a gestão ativa e consideramos fundamental este produto, pois não entram em inventário."

Neste caso o recurso é disponibilizado em poucos dias para que a família tenha uma reserva para lidar com os gastos enquanto o inventário finalizado

6 – Não negociar preços com prestadores de serviços

Outro ponto importante e que muitas vezes não é considerado é a cotação de mais de um profissional ou empresa para a prestação dos diversos serviços que um elevado patrimônio pode requerer.

"Nestes casos, a Fractal realiza no mínimo três ou quatro orçamentos e muitas vezes até indica serviços terceirizados ou parceiros nossos e de confiança."

7 - Não negociar taxas dos serviços financeiros

Os milionários não tendem a negociar taxas de serviços financeiros, afinal, elas parecem muito insignificantes perto do dinheiro que eles possuem.

"Outro ponto interessante em ter um serviço de Gestão Patrimonial, se refere à isenção nas aplicações financeiras, o cliente pode diversificar o seu patrimônio nos melhores gestores acessando as melhores taxas do mercado."

8 - Gastar demais

Pessoas com patrimônios elevados normalmente tendem a gastar demais e perder o controle de seus gastos.

Com a mudança atual da taxa de juros no Brasil e um nível de inflação crescente, outra função da gestora de patrimônio é ajudá-los a controlar estes gastos para que no futuro estas famílias não tenham que diminuir seu elevado padrão de vida.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email