Minas já soma 153 cidades em situação de emergência

Governo mineiro reconheceu mais 16municpios em situao de emergncia nesta sexta-feira; chuvas que castigam o Estado desde de outubro de 2011 afetaram mais de 3 milhes de pessoas; desalojados passam de 50 mil e chuva no deve dar trgua

Minas já soma 153 cidades em situação de emergência
Minas já soma 153 cidades em situação de emergência (Foto: RENATO FONSECA/Agência Estado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - O governo de Minas Gerais reconheceu nas últimas horas mais 16 cidades em situação de emergência, elevando para 153 o total de municípios nesse estado, em virtude dos estragos causados pela chuva que atinge o estado desde outubro de 2011. A estimativa é que mais de 3 milhões de pessoas tenham sido de alguma forma afetadas.

As 16 cidades acrescentadas à relação divulgada pela Coordenadoria de Defesa Civil estadual esta manhã são Entre Folhas, Além Paraíba, Carmo do Cajuru, Santo Antônio do Amparo, Divinésia, Itacarambi, Conceição da Barra de Minas, São Pedro do Suaçuí, Carmésia, Jequitaí, Campanário, Reduto, Santana do Jacaré, Aimorés, Coronel Xavier Chaves e Ipaba.

Os decretos municipais de situação de emergência haviam sido publicados entre o último dia 3 – caso de Santana do Jacaré, na região centro-oeste do estado – e essa quarta-feira (11). A decretação de situação de emergência ou de estado de calamidade pública reconhecida pelo governo federal é necessária para que estados e municípios possam solicitar à União apoio financeiro e logístico a fim de auxiliar vítimas, restabelecer serviços essenciais e reparar prejuízos.

Com as últimas informações repassadas pelas prefeituras, a Defesa Civil estadual calcula que ao menos 50,8 mil pessoas tenham sido em algum momento desalojadas e que ao menos 4 mil tenham ficado desabrigadas. Esses números, no entanto, são a soma das ocorrências registradas desde o início do atual período chuvoso e não expressam a situação atual, conforme explicou à Agência Brasil, ontem (12), o superintendente operacional do órgão, major Edylan Arruda.

“Nós não sabemos o número exato de desabrigados ou desalojados no estado. Não por desorganização, mas porque a Defesa Civil estadual não tem como acompanhar isso diariamente, pois é uma situação que muda a todo instante”, destacou nessa quinta-feira.

Além de 15 mortes confirmadas, as autoridades estaduais procuram pelo corpo de Diego Tuler Vieira, de 28 anos. Morador de Ponte Nova, o rapaz agarrou-se a um poste ao perder o equilíbrio enquanto atravessava uma ponte. Testemunhas relataram que ele foi atingido por uma descarga elétrica antes de cair no rio e ser arrastado pela enxurrada. Três mulheres também continuam desaparecidas.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a sexta-feira vai ser quente na maior parte do estado, com o aparecimento de nuvens e ocorrência de pancadas de chuva no final da tarde, com a possibilidade de pancadas mais intensas na região sul do estado e no Triângulo Mineiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email