CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Ministério Público quer barrar decisão do TRE

O Ministério Público entrou com 22 recursos contra o Tribunal Regional Eleitoral em Pernambuco por ter autorizado vários candidatos a concorrer ao pleito; órgão identificou irregularidades na não impugnação desses políticos

Ministério Público quer barrar decisão do TRE (Foto: Edição/247)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

PE247 – A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-PE), ligada ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), divulgou que 22 candidatos no Estado ainda podem ficar de fora do pleito do dia 7 de outubro. O órgão entrou com recursos contra as decisões do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), que teria deixado de acatar a impugnação de algumas candidaturas, consideradas irregulares pela PRE-PE.

A PRE-PE solicitou, em oito casos, embargos de declaração, para que a decisão seja modificada por considerar ter havido omissão, contradição ou falta de clareza na decisão. Já os outros são recursos especiais, destinados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. Sete deles são de candidatos a prefeito, como as candidaturas de João Mendonça (Belo Jardim), Daniel Alves Lima (Chã Grande), Silvino Duarte (Garanhuns) e José Edson Cristóvão de Carvalho (Tabira).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O prazo para a entrada de novos recursos termina neste sábado (1). No entanto, a própria PRE-PE explica que ainda poderá recorrer de outras decisões por parte do Tribunal Regional Eleitoral. nos próximos dias, já que alguns julgamentos ainda não foram concluídos pelo TRE. O MPPE só poderá tomar algum tipo de decisão após a finalização dos julgamentos.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO