Ministro do Esporte deixa o cargo

O ministro do Esporte, George Hilton, deixou o cargo a menos de cinco meses da Olimpíada do Rio de Janeiro, em meio a uma disputa envolvendo seu antigo partido, o PRB, disse nesta quarta-feira o ministro Jaques Wagner, chefe de gabinete da presidente Dilma Rousseff; Hilton deve ser substituído pelo secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser; saída do ministro foi uma decisão técnica para evitar confronto com o PRB, partido que anunciou na semana passada que estava deixando a base do governo, disse Wagner

O ministro do Esporte, George Hilton, deixou o cargo a menos de cinco meses da Olimpíada do Rio de Janeiro, em meio a uma disputa envolvendo seu antigo partido, o PRB, disse nesta quarta-feira o ministro Jaques Wagner, chefe de gabinete da presidente Dilma Rousseff; Hilton deve ser substituído pelo secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser; saída do ministro foi uma decisão técnica para evitar confronto com o PRB, partido que anunciou na semana passada que estava deixando a base do governo, disse Wagner
O ministro do Esporte, George Hilton, deixou o cargo a menos de cinco meses da Olimpíada do Rio de Janeiro, em meio a uma disputa envolvendo seu antigo partido, o PRB, disse nesta quarta-feira o ministro Jaques Wagner, chefe de gabinete da presidente Dilma Rousseff; Hilton deve ser substituído pelo secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser; saída do ministro foi uma decisão técnica para evitar confronto com o PRB, partido que anunciou na semana passada que estava deixando a base do governo, disse Wagner (Foto: Aquiles Lins)

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ministro do Esporte, George Hilton, deixou o cargo a menos de cinco meses da Olimpíada do Rio de Janeiro, em meio a uma disputa envolvendo seu antigo partido, o PRB, disse nesta quarta-feira o ministro Jaques Wagner, chefe de gabinete da presidente Dilma Rousseff.

Hilton deve ser substituído pelo secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser, acrescentou.

A saída do ministro foi uma decisão técnica para evitar confronto com o PRB, partido que anunciou na semana passada que estava deixando a base do governo, disse Wagner. Depois desse anúncio, Hilton se desfiliou da legenda afirmando que gostaria de permanecer no ministério (leia mais).

(Por Maria Pia Palermo e Pedro Fonseca)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247