Missões comerciais reforçam imagem de Goiás no exterior

Neste ano, delegações enviadas ao exterior trouxeram acordos comerciais, destravaram mercados para a produção goiana e firmaram protocolos de intenções para que empresas multinacionais se instalassem no Estado; foram realizadas sete missões governamentais e empresariais com destino aos Estados Unidos; Portugal; Dubai; Tailândia; Rússia, Belarus e Polônia; Peru e Colômbia, e, Alemanha, Bélgica e Holanda; "Nas importantes delegações, faço questão de destacar as intensas e produtivas agendas tão bem elaboradas pela área de prospecção de mercados da SED", afirma o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton

Neste ano, delegações enviadas ao exterior trouxeram acordos comerciais, destravaram mercados para a produção goiana e firmaram protocolos de intenções para que empresas multinacionais se instalassem no Estado; foram realizadas sete missões governamentais e empresariais com destino aos Estados Unidos; Portugal; Dubai; Tailândia; Rússia, Belarus e Polônia; Peru e Colômbia, e, Alemanha, Bélgica e Holanda; "Nas importantes delegações, faço questão de destacar as intensas e produtivas agendas tão bem elaboradas pela área de prospecção de mercados da SED", afirma o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton
Neste ano, delegações enviadas ao exterior trouxeram acordos comerciais, destravaram mercados para a produção goiana e firmaram protocolos de intenções para que empresas multinacionais se instalassem no Estado; foram realizadas sete missões governamentais e empresariais com destino aos Estados Unidos; Portugal; Dubai; Tailândia; Rússia, Belarus e Polônia; Peru e Colômbia, e, Alemanha, Bélgica e Holanda; "Nas importantes delegações, faço questão de destacar as intensas e produtivas agendas tão bem elaboradas pela área de prospecção de mercados da SED", afirma o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton (Foto: Realle Palazzo-Martini)

Goiás 247 - Ao apostar alto na estratégia de intensificar as relações comerciais, diplomáticas e de cooperação em 2015, o governo de Goiás deu um grande salto para consolidar sua política externa. Somente neste ano, as delegações enviadas ao exterior trouxeram de volta na bagagem importantes acordos comerciais, destravaram mercados para a produção goiana e firmaram protocolos de intenções para que empresas multinacionais se instalassem no Estado. Em 2015, foram realizadas sete missões governamentais e empresariais com destino aos Estados Unidos; Portugal; Dubai; Tailândia; Rússia, Belarus e Polônia; Peru e Colômbia, e, Alemanha, Bélgica e Holanda.

Um dos principais responsáveis pelo planejamento de missões, o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton, esteve à frente das caravanas que foram aos Estados Unidos, Leste Europeu e América do Sul. “Nas importantes delegações que tive a honra de comandar, faço questão de destacar as intensas e produtivas agendas tão bem elaboradas pela área de prospecção de mercados da SED”. Segundo ele, em todos os locais os empresários goianos tiveram a oportunidade de participar de rodadas de negócios segmentadas, visitar empresas e fechar bons negócios. “Enquanto isso, trabalhávamos intensamente para sanar as barreiras comerciais e firmar acordos de cooperação com entidades empresariais, científicas e tecnológicas”, garantiu.

O vice-governador e titular da SED destaca também a receptividade dos anfitriões: “Fomos muito bem recebidos em todos os países. E, para a nossa surpresa, todos eles já conheciam ou tinham ouvido falar das potencialidades goianas”.

Destinos
A primeira missão do ano, realizada em janeiro, teve como destino a cidade de Nova York. Com foco na indústria farmacêutica, os integrantes trocaram experiência e conhecimentos com representantes de multinacionais americanas sobre assuntos como patentes e possibilidades de novos investimentos para o polo farmacêutico goiano. “Entre outros, visitamos a empresa Pfizer, multinacional que mantém importantes investimentos em Goiás”, disse Eliton.

De 3 a 10 de abril, sob o comando do governador Marconi Perillo, uma missão goiana esteve em Portugal. Lá, houve a proposição de assinatura de cooperação entre o Porto Seco de Anápolis e o Porto de Sines e a articulação para a criação de uma câmara de comércio específica para o estado de Goiás. Durante visita à Ogma (Indústria Aeronáutica de Portugal) iniciou-se uma negociação para a vinda da empresa para Goiás. A indústria portuguesa é dedicada à fabricação e manutenção de componentes de aviação e tem interesse em disputar o mercado de manutenção da frota de caças da Força Aérea Brasileira, baseada em Anápolis.

Em maio, técnicos da Superintendência Executiva de Comércio Exterior da SED acompanharam empresários goianos na Feira de Cosméticos de Dubai. O secretário garante que o setor químico e de cosméticos estão entre os que mais crescem em Goiás e têm recebido todo o apoio do governo estadual: “Hoje, a produção goiana já aparece na pauta das nossas exportações e as vendas para o mercado externo devem crescer bastante nos próximos anos”, afirma.

Ainda em maio, caravana liderada pelo superintendente executivo de Comércio Exterior, William O’Dwyer, esteve na Tailândia, onde acompanhou negociações do setor de alimento e bebidas. Em seguida, os tailandeses vieram a Goiás para conhecer a sanidade animal do rebanho bovino goiano. Segundo O’Dwyer, na visita, eles concederam para Goiás o certificado Halal, exigência do governo da Tailândia para importação de carnes produzidas em Goiás.

Leste Europeu
A missão que visitou Rússia, Belarus e Polônia, entre os dias 19 de maio e 4 de junho, foi celebrada pelos integrantes da comitiva como uma das mais exitosas entre todas as missões já realizadas. De acordo com informações da SED, foram realizados oficialmente nesses países onze importantes acordos de cooperação, incluindo um memorando de entendimento com a Cepla (Comitê Nacional para a Cooperação Econômica com a América Latina), responsável pela definição dos locais para onde devem seguir os investimentos russos.

Além da expectativa dos empresários goianos em concluir negociações com esses países, em suas respectivas áreas, o vice-governador informa que devem vir a Goiás, brevemente, representantes de duas indústrias do leste europeu: uma empresa de caminhões da Rússia e de uma fábrica de tratores de Belarus, ambos com intenção de montar filiais no Estado. Sobre os demais acordos assinados, José Eliton esclarece que missões complementares já foram à Rússia para continuidade às negociações.

América do Sul
Em setembro, o titular da SED comandou, ainda, uma comitiva que viajou ao Peru e à Colômbia com o objetivo de expandir o comércio bilateral com os sul-americanos. Nos dois países, foram realizadas, entre outras, apresentação das potencialidades de Goiás e suas oportunidades de negócios. “Nos últimos quatro anos, o fluxo de comércio entre Goiás e Colômbia, por exemplo, aumentou em mais de 166%”, disse ele, completando que existe um potencial enorme para a expansão de negócios com os países vizinhos.

Europa Ocidental
O governador Marconi Perillo comandou, no mês passado, a última missão programada para 2015. A viagem que teve como foco principal a cooperação nos setores de logística, farmoquímico e agroindustrial, teve como ponto alto a visita às empresas Heineken e Gerresheimer, cujo desdobramento resultou em assinatura de protocolos de intenções para a instalação de filiais das empresas em Goiás. A companhia alemã Baywa também manifestou os planos de instalar sua primeira unidade no Brasil. No caso, Goiás.

O vice-governador afirma que com base no resultado das missões governamentais e comerciais realizada neste ano, o setor de Prospecção e Inteligência Comercial da SED já elabora novo calendário para as missões do próximo ano.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247