Movimentos marcam atos pró e contra impeachment

Integrantes de movimentos pró e contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) marcaram atos em Maceió e pretendem mostrar força em torno dos seus objetivos; membros do Movimento Brasil devem iniciar um acampamento ainda na noite desta quinta-feira (17), na orla; já representantes de sindicatos fazem um ato nesta sexta-feira (18) na capital em defesa da democracia e contra um possível golpe

Integrantes de movimentos pró e contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) marcaram atos em Maceió e pretendem mostrar força em torno dos seus objetivos; membros do Movimento Brasil devem iniciar um acampamento ainda na noite desta quinta-feira (17), na orla; já representantes de sindicatos fazem um ato nesta sexta-feira (18) na capital em defesa da democracia e contra um possível golpe
Integrantes de movimentos pró e contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) marcaram atos em Maceió e pretendem mostrar força em torno dos seus objetivos; membros do Movimento Brasil devem iniciar um acampamento ainda na noite desta quinta-feira (17), na orla; já representantes de sindicatos fazem um ato nesta sexta-feira (18) na capital em defesa da democracia e contra um possível golpe (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - Com o cenário político nacional fervilhando, integrantes de movimentos pró e contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) marcaram atos em Maceió e pretendem mostrar força em torno dos objetivos a que se propõem. Membros do Movimento Brasil devem iniciar um acampamento ainda na noite desta quinta-feira (17), na orla de Ponta Verde. Já representantes de sindicatos fazem um ato nesta sexta-feira (18) na capital em defesa da democracia e contra um possível golpe na nação.

O coordenador do Movimento Brasil, Alessandro Gusmão, informou que fez a convocação pelas redes sociais e ficou acertada uma espécie de vigília ao lado do antigo Alagoas Iate Clube, o Alagoinhas. Os manifestantes querem permanecer no local pelo menos até que haja uma definição, em Brasília, do processo de impeachment da presidente Dilma.

"Este tipo de ato já está sendo organizado em várias partes do Brasil, a exemplo de Brasília e São Paulo. Nestes locais, os manifestantes estariam armando acampamentos nas proximidades do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e na Avenida Paulista, a principal da cidade de São Paulo", informa Gusmão. Ele disse que vão ser armadas tendas e barracas e os manifestantes ficarão se revezando no local.

Segundo o coordenador, outros protestos estão sendo planejados pelos que são contra o PT, a presidente Dilma e a nomeação do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil. 

Nesta sexta-feira (18), integrantes de sindicatos, capitaneados pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), vão fazer um ato pelas ruas da cidade em favor da democracia, da presidente Dilma e do ex-presidente Lula. 

Gazetaweb tentou contato com a presidente da CUT em Alagoas, Rilda Maria Alves, para pegar mais detalhes a respeito do ato, mas ela não atendeu às ligações.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247