CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

MP intima Velomar a explicar lista do Minha Casa, Minha Vida

Ex-prefeito de Catalão (foto) tem 24 horas para provar que enviou a lista à Caixa Econômica Federal; atual gestão do tucano Jardel Sebba deu início ao processo de seleção dos nomes dos 644 futuros contemplados do programa

MP intima Velomar a explicar lista do Minha Casa, Minha Vida
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Goiás247_ A Prefeitura de Catalão deu início ao processo de seleção dos nomes dos futuros contemplados do programa Minha Casa Minha Vida na cidade. Uma nova seleção foi solicitada pela Caixa porque o ex-prefeito Velomar Rios (PMDB) não entregou à Caixa Econômica Federal a lista com a seleção de 644 nomes, que deveria ter sido feita a partir do Cadastro Único da Caixa, feito ano passado e que contem mais de 4 mil inscritos. Velomar foi intimado pelo Ministério Público para que prove, em 24 horas, que protocolou a lista na Caixa por meio da lista com recibo (comum ou eletrônico) da Caixa.

Na segunda-feira (4) foi realizada reunião no Palácio Pirapitinga com representantes do Ministério Público, da Secretaria da Habitação e da Caixa Econômica Federal, para definir como será feito o processo seletivo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Semana passada, a prefeitura recebeu uma determinação da Superintendência Regional da Caixa para que a lista seja apresentada ao banco no máximo em 30 dias. De acordo com a Secretária da Habitação, ainda sob o departamento de Assuntos Comunitários do Município, Vanja Paranhos, serão escolhidos um total de 774 nomes, sendo 644 contemplados e o restante para lista de reserva.

Os nomes serão retirados de um cadastro único do Governo Federal com aproximadamente 4 mil nomes “Temos muito pouco tempo para fazer esse processo. Mas o prefeito Jardel Sebba garantiu total apoio que a lista fique pronta ainda esse mês”, afirmou Vanja Paranhos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Nomes

Os critérios avaliados serão de acordo com os três exigidos pelo Governo Federal e três pela prefeitura. As famílias que moram em áreas insalubres, que tenham parentes deficientes e mulheres arrimo que sustentam os lares sozinhas são as primeiras beneficiadas, de acordo com os critérios nacionais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em Catalão, o município estabeleceu as regras por um decreto assinado pela antiga administração, onde os primeiros atendidos no programa deverão além de ter renda máxima familiar de R$ 1,6 mil, morar em Catalão há pelo menos três anos, não ter nenhum imóvel no nome e por último o critério de territorialidade que visa atender famílias que já residem próximas aos conjuntos habitacionais.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO