MP lança nota de repúdio aos ataques a forças de segurança

Em nota oficial divulgada nesta quarta (20), o Ministério Público do Ceará repudia os ataques sofridos pelas forças de segurança do Estado e de Fortaleza e diz que não irá se intimidar pela “ação vil e covarde de criminosos. “Reafirmamos nosso compromisso, enquanto instituição incumbida da defesa da ordem jurídica e dos interesses maiores da sociedade, de promover as medidas necessárias para continuar combatendo o crime organizado”

Em nota oficial divulgada nesta quarta (20), o Ministério Público do Ceará repudia os ataques sofridos pelas forças de segurança do Estado e de Fortaleza e diz que não irá se intimidar pela “ação vil e covarde de criminosos. “Reafirmamos nosso compromisso, enquanto instituição incumbida da defesa da ordem jurídica e dos interesses maiores da sociedade, de promover as medidas necessárias para continuar combatendo o crime organizado”
Em nota oficial divulgada nesta quarta (20), o Ministério Público do Ceará repudia os ataques sofridos pelas forças de segurança do Estado e de Fortaleza e diz que não irá se intimidar pela “ação vil e covarde de criminosos. “Reafirmamos nosso compromisso, enquanto instituição incumbida da defesa da ordem jurídica e dos interesses maiores da sociedade, de promover as medidas necessárias para continuar combatendo o crime organizado” (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará247 - O Ministério Público do Ceará divulgou, nesta quarta-feira (20), nota de repúdio aos ataques sofridos pelas forças de segurança pública do Estado e de Fortaleza, ocorridos nos últimos dias. No texto, o órgão afirma estar empenhado na segurança pública no Estado do Ceará e diz que "permanece atuante e atento, não se deixando intimidar pela ação vil e covarde de criminosos”. Confira na íntegra:

 “O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) vem repudiar publicamente os ataques sofridos pelas forças de segurança pública do Estado do Ceará e do Município de Fortaleza nos últimos dias, os quais tiveram como lamentável resultado, dentre outros, o falecimento do Sargento da Polícia Militar Francisco Moésio Pinheiro Barbosa. Aos familiares e às vítimas dos ataques, manifestamos irrestrito apoio e nossos sentimentos de condolências e solidariedade.

O Ministério Público, em parceria com os demais órgãos empenhados na segurança pública no Estado do Ceará, permanece atuante e atento, não se deixando intimidar pela ação vil e covarde de criminosos. Reafirmamos nosso compromisso, enquanto instituição incumbida da defesa da ordem jurídica e dos interesses maiores da sociedade, de promover as medidas necessárias para continuar combatendo o crime organizado no Estado, empenhando-nos em apoiar a apuração dos fatos para punir os responsáveis, com firme atuação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO)”.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247