MPE vai acompanhar ações para vítimas das chuvas

O Ministério Público de Alagoas vai reativar o grupo de trabalho do órgão - que foi criado em 2010 pós uma grande enchente no estado - para acompanhar de perto as ações do poder Executivo em relação às vítimas das chuvas; objetivo é evitar que todos os anos mais pessoas sejam vítimas das chuvas, além de saber quais posições foram tomadas acerca dos desabrigados de 2010; "Vou reativar as reuniões e saber quais providências foram adotadas. O que não pode mais acontecer é que, a cada inverno, se repita o número de óbitos por conta da inércia das autoridades", afirmou o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça

O Ministério Público de Alagoas vai reativar o grupo de trabalho do órgão - que foi criado em 2010 pós uma grande enchente no estado - para acompanhar de perto as ações do poder Executivo em relação às vítimas das chuvas; objetivo é evitar que todos os anos mais pessoas sejam vítimas das chuvas, além de saber quais posições foram tomadas acerca dos desabrigados de 2010; "Vou reativar as reuniões e saber quais providências foram adotadas. O que não pode mais acontecer é que, a cada inverno, se repita o número de óbitos por conta da inércia das autoridades", afirmou o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça
O Ministério Público de Alagoas vai reativar o grupo de trabalho do órgão - que foi criado em 2010 pós uma grande enchente no estado - para acompanhar de perto as ações do poder Executivo em relação às vítimas das chuvas; objetivo é evitar que todos os anos mais pessoas sejam vítimas das chuvas, além de saber quais posições foram tomadas acerca dos desabrigados de 2010; "Vou reativar as reuniões e saber quais providências foram adotadas. O que não pode mais acontecer é que, a cada inverno, se repita o número de óbitos por conta da inércia das autoridades", afirmou o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, revelou na noite dessa segunda-feira (29) que vai reativar o grupo de trabalho do Ministério Público Estadual (MPE) para acompanhar de perto as ações do poder Executivo em relação às vítimas das chuvas. O grupo foi criado em 2010 após a grande enchente que destruiu cidades e deixou dezenas de mortos em Alagoas e Pernambuco. 

De acordo com o procurador-geral, o objetivo de reativar o grupo é evitar que todos os anos mais pessoas sejam vítimas das chuvas, além de saber quais posições foram tomadas acerca dos desabrigados de 2010. 

"Vou reativar as reuniões com o grupo e saber quais providências foram adotadas. O que não pode mais acontecer é que, a cada inverno, se repita o número de óbitos por conta da inércia das autoridades", disse.

Alfredo Gaspar afirmou que ainda não teve a oportunidade de conversar com o governador Renan Filho (PMDB) sobre a situação do estado, mas frisou que se reuniu com promotores relacionados à área para debater o assunto.

"Me reuni com o promotores relacionados à área, porque o que mais necessitamos nesse momento é evitar que tragédias desse porte, ano a ano venha a ocorrer", concluiu.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247