MTST promove ato para denunciar o extermínio da juventude negra e pobre

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto do Ceará (MTST) realizará um ato público, na próxima segunda-feira (20), com o objetivo de denunciar o extermínio da juventude negra e pobre das periferias e cobrar trabalho e moradia para as populações mas pobres. A concentração para o ato será a partir das 7:30h, na praça da Igreja de N. Sra. de Fátima, na Av. 13 de Maio

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto do Ceará (MTST) realizará um ato público, na próxima segunda-feira (20), com o objetivo de denunciar o extermínio da juventude negra e pobre das periferias e cobrar trabalho e moradia para as populações mas pobres. A concentração para o ato será a partir das 7:30h, na praça da Igreja de N. Sra. de Fátima, na Av. 13 de Maio
O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto do Ceará (MTST) realizará um ato público, na próxima segunda-feira (20), com o objetivo de denunciar o extermínio da juventude negra e pobre das periferias e cobrar trabalho e moradia para as populações mas pobres. A concentração para o ato será a partir das 7:30h, na praça da Igreja de N. Sra. de Fátima, na Av. 13 de Maio (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto do Ceará (MTST) está convocando a população para um ato público, na próxima segunda-feira (20), data em que se comemora o dia de Zumbi e Dandara dos Palmares.

O ato público tem como objetivo denunciar o extermínio da juventude negra e pobre das periferias e cobrar trabalho e moradia para as populações mas pobres. A concentração para o ato será a partir das 7:30h, na praça da Igreja de N. Sra. de Fátima, na Av. 13 de Maio.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247