"Não Pago" volta a queimar João, apedreja ônibus e fecha terminal DIA

Manifestação ocorreu por causa da decisão judicial que recolocou a tarifa do transporte público em R$ 2,35; bonecos representando o prefeito João Alves Filho e os empresários Adierson Monteiro e Lauro Menezes foram queimados; nesta quinta-feira (25), representantes do movimento serão recebidos pelo prefeito de Aracaju

"Não Pago" volta a queimar João, apedreja ônibus e fecha terminal DIA
"Não Pago" volta a queimar João, apedreja ônibus e fecha terminal DIA
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 - Com a decisão da Justiça de recolocar o preço da passagem de ônibus em R$ 2,35, o Movimento Não Pago voltou a realizar manifestações contra a situação atual do sistema de transporte público de Aracaju. Nesta quarta-feira (24), o grupo fez a queima simbólica de bonecos que representavam o prefeito João Alves Filho (DEM), o presidente do Sindicato dos Empresários, Adierson Monteiro, e o proprietário da Viação Cidade de Aracaju, Lauro Menezes. O ato ocorreu no viaduto do Distrito Industrial de Aracaju (DIA).

O movimento fez ainda uma pequena passeata rumo à sede do Setransp, onde queimaram pneus. Já em frente à Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), pedras foram arremessadas contra uma das portas do órgão. Um ônibus também foi apedrejado. O Terminal DIA também chegou a ser fechado.

Nesta quinta-feira (25), o prefeito de Aracaju receberá alguns representantes do Não Pago. A audiência ocorrerá às 11h30.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247