Nilo: Nunca recebi nenhum convite do governador

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo (PSL), nega que tenha sido convidado pelo governador Rui Costa para assumir uma secretaria na minirreforma que ele fará; suposto convite foi revelado pelo vice-governador João Leão; segundo Leão, a condição para Nilo ir para o governo seria ele retirar sua candidatura à presidência da Assembleia; contudo, além de desmentir o convite, Nilo diz que não o aceitaria (se houvesse); "O governador nunca me ofereceu secretaria nenhuma. E se ele me oferecer, eu não aceitarei. Me sentirei muito honrado, mas não poderei aceitar. Assumi um compromisso já com 31 deputados e não posso deixar de honrar esse compromisso", diz o deputado

Nilo: Nunca recebi nenhum convite do governador
Nilo: Nunca recebi nenhum convite do governador (Foto: Divulgação)

Bahia 247 - O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Marcelo Nilo (PSL), nega que tenha sido convidado pelo governador Rui Costa (PT) para assumir uma secretaria na minirreforma que ele fará até meado de janeiro. O suposto convite foi revelado pelo vice-governador e secretário do Planejamento do Estado (Seplan), João Leão (PP).

Segundo Leão, a condição para Nilo ir para o governo seria ele retirar sua candidatura à presidência da Assembleia (ele está no quinto mandato consecutivo e é candidato a mais um). Além de desmentir o convite, o presidente do Legislativo adiantou que não o aceitaria (se houvesse).

"Em primeiro lugar, o governador Rui Costa nunca me ofereceu secretaria nenhuma. E se ele me oferecer, eu não aceitarei. Me sentirei muito honrado, mas não poderei aceitar. Assumi um compromisso já com 31 deputados e não posso deixar de honrar esse compromisso", afirmou Marcelo Nilo em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia. Os 31 parlamentares aos quais ele ser refere são os que já lhe garantem apoio na disputa pela presidência da Assembleia.

O deputado também comentou as críticas de João Leão e do senador Otto Alencar (PSD) por ele estar a tanto tempo no comando da Assembleia. Nilo diz que não se importa. "De jeito nenhum. Respeito muito os dois (Leão e Otto). Eles podem me criticar. Eu que não vou criticar ninguém. Eles têm direito de dizer o que quiserem. Respeito muito os dois, mas estou muito tranquilo em relação à minha candidatura".

Marcelo Nilo aproveitou a oportunidade para elogiar seus dois adversários, os deputados Ângelo Coronel (PP) e Luiz Augusto (PSD). "São dois grandes concorrentes. Antes eu estava trabalhando 10 horas por dia pela presidência da Assembleia. Agora, com as candidaturas deles dois, passei há trabalhar 20 horas por dia para vencê-los. Os dois conhecem muito bem o parlamento. Trabalham muito e conhecem bem a Casa", disse o deputado.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247