Nível de quatro sistemas sobe após chuva em SP

Capacidade de abastecimento das represas do Alto Tietê, Guarapiranga, Alto Cotia e Rio Grande aumentou; nível do Sistema Cantareira, o mais crítico, no entanto, registrou queda

Capacidade de abastecimento das represas do Alto Tietê, Guarapiranga, Alto Cotia e Rio Grande aumentou; nível do Sistema Cantareira, o mais crítico, no entanto, registrou queda
Capacidade de abastecimento das represas do Alto Tietê, Guarapiranga, Alto Cotia e Rio Grande aumentou; nível do Sistema Cantareira, o mais crítico, no entanto, registrou queda (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 – Após a forte chuva desta terça-feira 25, o nível de quatro dos seis reservatórios geridos pela Sabesp, que abastecem a região metropolitana de São Paulo, subiu. O Sistema Cantareira, que tem a situação mais crítica, no entanto, registrou nova queda na capacidade de abastecimento.

A chuva caiu mais forte no Sistema Guarapiranga: 69,6 milímetros, elevando o nível do reservatório de 31,9% para 33,4%. No Alto Tietê, o nível saltou de 5,7% para 5,8%, depois de ter recebido uma chuva de 32,5 milímetros.

No Sistema Cantareira, onde o nível não sobe há 224 dias, a chuva foi de 22,3 milímetros, registrando nova queda, de 9,3% para 9,2%. O reservatório já utiliza a segunda cota do chamado 'volume morto'.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247