No interior, Collor diz que vai intermediar disputa entre produtores e índios

O senador Fernando Collor (PTB) participou nesta sexta-feira (26) de um encontro em Palmeira dos Índios, onde ouviu questionamentos e assumiu compromisso de ajudar a resolver o impasse existente entre índios e produtores por conta da portaria que determina demarcação de terras indígenas. O senador também ouviu reclamações dos produtores rurais com relação ao governador Vilela (PSDB)porque, desde o ano passado, não distribui sementes para os pequenos produtores.

No interior, Collor diz que vai intermediar disputa entre produtores e índios
No interior, Collor diz que vai intermediar disputa entre produtores e índios

Alagoas247 - Durante toda manhã desta sexta-feira (26), membros do sindicato dos produtores rurais da cidade de Palmeira dos Índios apresentaram ao senador Fernando Collor de Melo (PTB) diversas reivindicações. A portaria que determina a nova demarcação de terras indígenas é a principal delas e, após ouvir as colocações, o senador prometeu trabalhar em Brasília, junto aos órgãos competentes, para revolver ‘o litígio entre índios e produtores rurais’. O encontro, que contou com grande participação popular e dos deputados estaduais João Beltrão (PRTB), João Henrique Caldas (PTN), Edval Gaia (PSDB) e deputado federal Alexandre Toledo (PSDB), aconteceu na Casa do Mestre Graça.

Para o senador, chegou o momento de resolver à problemática que envolve os produtores e o povo indígena. Ele lembrou que essa questão se arrasta há muito tempo e uma solução definitiva – que seja adequada para todos - deve ser encontrada. “Vamos trabalhar para resolver o litígio entre eles. Vamos ouvir as duas partes e lutar pra encontrar uma solução pacífica. Esse é o caminho”, explicou, recordando que, à época, como presidente da República, a questão agrária e da demarcação de terra sempre foram tratadas à luz da legalidade. “Sou uma pessoa que sempre busca o diálogo. Trago a todos vocês uma palavra de esperança e também expectativa”, ponderou.

Produtores

Aos produtores, Collor prometeu levar à problemática da portaria as autoridades nas esferas estaduais e federal. “Vamos resolver esse problema de uma vez por todas. Não percam as suas esperanças, muito menos noites de sono. Essa portaria contém diversos vícios e, portanto, é nula de pleno direito. Assumo, publicamente, o compromisso de, ao lado da bancada federal, lutar por todos vocês”, assegurou o senador, garantindo que os produtores rurais não são latifundiários.

 “Eu não sou de abandonar ninguém no meio do caminho. Podem contar 100% comigo. A paz vai voltar a reinar em Palmeira dos Índios", assegura Fernando Collor.

Diante dos relatos de descaso, o senador lamentou o descaso por parte do Executivo com os produtores rurais. Desde 2012, os pequenos produtores não foram agraciados com a distribuição de sementes. Collor lembrou que a falta de sensibilidade do governo estadual para com os alagoanos não é novidade. “Infelizmente, o abandono dessa gestão com o homem do campo é normal. Uma questão tão importante que traz o sustento e desenvolvimento para a cidade não é tratada com o devido respeito”, ponderou.

O deputado João Henrique Caldas propôs uma grande discussão pública sobre a demarcação das terras. Ele questionou publicamente qual seria o verdadeiro interesse em expulsar os pequenos produtores rurais. “Estou muito feliz em participar desse debate. O processo demarcação das terras deve acontecer, essencialmente, pela legalidade. A política dever ser universalizada e não pontual. Acredito que uma ampla discussão sobre a temática é o caminho para resolver o impasse”, frisou.

Líder do governo de Alagoas, Edval Gaia (PSDB) se mostrou preocupado com a postura da Funai. O tucano lembrou que dezenas de famílias serão afetadas com a demarcação das terras. “São, no total, mais de 12 mil famílias. A Funai está fazendo um ato arbitrário. Se continuarem com essa postura, a cidade de Palmeira dos Índios sofrerá um impacto nunca visto em diversas áreas, entre elas econômica”, explicou.

Apoio

O deputado Federal Alexandre Toledo (PSDB) prometeu lutar ao lado do senador Collor em busca de uma solução para a questão da demarcação. “Acredito que essa luta não deve ter bandeira partidária. Em Brasília, vamos lutar para encontrar um caminho em comum para todos. Juntos, senador Collor, conseguiremos”, prometeu, afirmando que toda bancada federal deve lutar.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247