No sufoco e com ajuda do juiz, Brasil avança

Faltou pouco para Wembley presenciar a maior zebra da história do futebol olímpico, Honduras esteve na frente do Brasil em duas ocasiões, mas foi superada depois de um pênalti polêmico; time de Mano Menezes  não inspira confiança, mas caminho para o ouro nunca foi tão fácil confira galeria de imagens   

No sufoco e com ajuda do juiz, Brasil avança
No sufoco e com ajuda do juiz, Brasil avança (Foto: REUTERS)

247 – Wembley quase foi palco da maior zebra de todos os tempos, na história olímpica. Nas quartas-de-final entre Brasil e Honduras, a seleção esteve atrás do marcador em duas ocasiões. Primeiro aos doze minutos do primeiro tempo, quando Martinez abriu o placar com um belo gol, pegando de primeira uma bola que sobrou na grande área. Depois, no início do segundo tempo quando o mesmo Martinez chutou de longe e colocou a equipe hondurenha novamente na frente do placar – o Brasil havia empatado aos 37 do primeiro tempo, num lance de oportunismo de Leandro Damião.

Quando tudo parecia perdido, o Brasil foi beneficiado com um pênalti duvidoso, convertido por Neymar. a sequência, Leandro Damião garantiu a vitória. No primeiro tempo, o Brasil já havia sido beneficiado também com uma expulsão polêmica de Crisanto.

O time de Mano Menezes não inspira confiança, mas o caminho para o ouro nunca foi tão simples. Nas semifinais, o Brasil enfrenta Grã-Bretanha ou Coréia do Sul. A outra semi será entre o México e o Japão. 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247