HOME > Geral

Nova campanha combate violência contra a mulher

Governador Marconi Perillo lançou, na tarde desta terça-feira, campanha publicitária que incentiva as vítimas a denunciarem a violência contra a mulher; intitulada de “Não adianta Maquiar o Desrespeito. Tome uma atitude, disque 180”, a campanha é resultado de ações conjuntas entre a Secretaria Cidadã e Polícia Civil, com distribuição de cartilhas sobre os direitos da mulher, esclarecimentos sobre assédio moral e sexual e sobre como realizar denúncias de atos de violência contra a mulher; “Mesmo com avanços consideráveis no Brasil e em Goiás, ainda há desigualdade, as mulheres ainda são vítimas de maus tratos”

Governador Marconi Perillo lançou, na tarde desta terça-feira, campanha publicitária que incentiva as vítimas a denunciarem a violência contra a mulher; intitulada de “Não adianta Maquiar o Desrespeito. Tome uma atitude, disque 180”, a campanha é resultado de ações conjuntas entre a Secretaria Cidadã e Polícia Civil, com distribuição de cartilhas sobre os direitos da mulher, esclarecimentos sobre assédio moral e sexual e sobre como realizar denúncias de atos de violência contra a mulher; “Mesmo com avanços consideráveis no Brasil e em Goiás, ainda há desigualdade, as mulheres ainda são vítimas de maus tratos” (Foto: José Barbacena)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Goiás 247 - O governador Marconi Perillo lançou, na tarde desta terça-feira, em evento no Palácio das Esmeraldas, campanha publicitária que incentiva as vítimas a denunciarem a violência contra a mulher. Intitulada “Não adianta Maquiar o Desrespeito. Tome uma atitude, disque 180”, a campanha é resultado de ações conjuntas entre a Secretaria Cidadã e Polícia Civil, com distribuição de cartilhas sobre os direitos da mulher, esclarecimentos sobre assédio moral e sexual e sobre como realizar denúncias de atos de violência contra a mulher.

“Mesmo com avanços consideráveis no Brasil e em Goiás, ainda há desigualdade, as mulheres ainda são vítimas de maus tratos”, observou Marconi. A secretária Cidadã, Lêda Borges, apresentou uma frente de mobilização social entre a Secretaria Cidadã e a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) que complementa a ação no mês de março. Denominada “Bolsa de Mulher Cabe Tudo”, a ação consiste em arrecadar materiais de higiene pessoal e de beleza para mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade social.

Ao ressaltar que Goiás foi o primeiro Estado a criar uma secretaria da Mulher e também uma superintendência, Lêda destacou o mérito do governador Marconi. “Um gestor a quem devemos reverenciar, que merece todo o nosso respeito”, disse, citando, em seguida, os programas que compõem a rede de atendimento e proteção à mulher, como o Núcleo Especializado de Atendimento à Mulher (NEAM); Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM); Centro de Referência Estadual da Igualdade (CREI).

Ela também citou a Patrulha Maria da Penha, que atende ocorrências de violência doméstica e garante o cumprimento das medidas protetivas asseguradas pela Lei Maria da Penha. A presidente da OVG, primeira-dama Valéria Perillo, realçou o trabalho do governo estadual pela qualificação profissional das mulheres e lembrou que elas representam 68% dos beneficiários da Bolsa Universitária.

Em discurso, o governador reiterou o compromisso com as lutas e demandas legítimas das mulheres. “Temos dado suporte e apoio às mulheres nos mais variados campos, principalmente no que diz respeito às mulheres vítimas de violência. Multiplicamos o número de delegacias da Mulher no nosso Estado. Hoje temos 26. Apesar das limitações financeiras, da conjuntura econômica de crise, procuramos avançar ao longo do tempo, e vamos continuar perseguindo esses objetivos. Não tem faltado apoio às mulheres e às minorias por parte do governo estadual”, afirmou.

Marconi propôs às secretárias de Educação, Raquel Teixeira, e Cidadã, e Lêda Borges, a criação da Comenda Cora Coralina, para agraciar mulheres que se destacarem em diferentes áreas de atuação no Estado. “Sugiro Cora porque ela simboliza bem a luta da mulher goiana, e é uma mulher das letras, nossa poetisa”, disse. “Se concordarem já podemos elaborar o projeto e encaminharmos à Casa Civil, e eu espero que no próximo ano, nessa mesma época, possamos fazer as condecorações com a Comenda Cora Coralina”, declarou.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: