Novo vexame: MP veta estádio Independência

Depois de sucessivos erros e adiamentos na reforma, estdio em Belo Horizonte parece que vai mesmo ser reinaugurado na prxima semana. Ser? O Ministrio Pblico diz que no libera sem o aval do Crea-MG e a PM s aceita o jogo inaugural com menos da metade do pblico

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - Primeiramente, foram os atrasos no início, na execução e na conclusão das obras. Depois, o aumento nos gastos previstos na reforma. Posteriormente, descobriu-se vários gargalos, como lugares na arquibancada com visão prejudicada para o torcedor.

Agora, um novo vexame para o novo Estádio Independência, de Belo Horizonte: a poucos dias de sua reabertura, marcada - a menos que novo adiamento seja anunciado - para 25 deste mês, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) vetou o uso do estádio. Segundo o órgão público, por questões de segurança, o local não tem condição de receber as 25 mil pessoas estimadas.

As obras no Independência começaram em 22 de janeiro de 2010, com dez meses de atraso. Inicialmente, a Secretaria Especial da Copa (Secopa-MG) falava em entrega em setembro de 2010. Adiou para março do ano passado. Depois, dezembro de 2011.

Até que, tudo indica, cravou-se o 25 de abril. O América-MG, arrendatário do estádio e que fará a partida de reabertura, já marcou para esta data um amistoso contra o Argentinos Juniores. Mas terá de observar o público máximo liberado pela Polícia Militar: 10 mil torcedores.

Os três principais times mineiros - além do América, o Atlético e o Cruzeiro - estão há mais de dois anos sem estádio em Belo Horizonte. Com isso, mandam seus jogos principalmente em Sete Lagoas, o que significa menos público e menor arrecadação. A ideia inicial era reconstruir o Independência muito antes, para que quando começasse a reforma do Mineirão os clubes pudessem usar o estádio do bairro Horto. Como se vê, não foi isso o que ocorreu.

O promotor Edson Antenor Lima de Paula, representante do MP mineiro, alega que um dos laudos do Independência não contém a aprovação do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-MG). A Federação Mineira de Futebol considera essa resposta “evasiva” e quer realizar a segunda partida das semifinais do Campeonato Mineiro no estádio reformado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email