Novos ônibus de Salvador terão ar-condicionado

"Eu vou estabelecer que nenhum novo ônibus será incorporado a frota se não tiver ar-condicionado após a licitação. Quem comprar ônibus sem ar condicionado ficará sem rodar", afirma o secretário de Urbanismo e Transporte de Salvador, José Carlos Aleluia, sobre as novas regulamentações para o transporte público da cidade após a licitação que deve acontecer ainda neste ano

Novos ônibus de Salvador terão ar-condicionado
Novos ônibus de Salvador terão ar-condicionado
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

O secretário de Urbanismo e Transporte de Salvador, José Carlos Aleluia, continua a admitir as dificuldades de melhorar o caótico sistema de transporte público de Salvador, feito basicamente por ônibus que, em maioria, não atendem às necessidades da população.

Em entrevista nesta quarta-feira à Rádio Sociedade, Aleluia confirmou a licitação que busca melhorar a qualidade dos veículos e anunciou que após o processo licitatório apenas circularão ônibus equipados com condicionadores de ar.

"Na minha opinião não deve entrar mais nenhum (ônibus). Eu vou estabelecer que nenhum novo ônibus será incorporado a frota se não tiver ar-condicionado após a licitação. Quem comprar ônibus sem ar condicionado ficará sem rodar".

Na busca incessante pela educação de condutores e de pedestres no trânsito, o secretário disse que uma equipe exclusiva da pasta está nas ruas diariamente para "caçar" veículos estacionados em passeio e em vagas destinadas a idosos e portadores de necessidades especiais.

Para Aleluia, o problema do trânsito não é apenas dos motoristas, mas também dos pedestres. "O importante é a mudança de cultura por parte da população, fazendo-as entender que as ruas são para circular carro e o problema do transito de salvador é a disciplina".

O secretário disse ainda que o prefeito ACM Neto vai anunciar uma sequência de obras que tratam de vários pontos de estrangulamento, de gargalos no trânsito da capital baiana. "Serão obras voltadas para o transporte coletivo".

Aleluia confirmou também a retomada da fiscalização do decreto municipal que regula as operações de carga e descarga. "O prefeito ia assinar o decreto, mas eu recebi uma ligação a Federação das Indústrias querendo conversar. Esta semana ainda vamos conversar e ouvir os empresários. Creio que ainda nos próximos dias deve sair o decreto".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247