Número de mortes nas estradas de SP cai 44% no feriado

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, 23 pessoas morreram nas estradas paulistas entre os dias 28 de dezembro de 2012 e 1º de janeiro deste ano. No Natal, foram registradas 41 mortes

Número de mortes nas estradas de SP cai 44% no feriado
Número de mortes nas estradas de SP cai 44% no feriado (Foto: Nilton Cardin)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Elaine Patrícia Cruz
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O número de mortes nas estradas de São Paulo caiu 43,9% no feriado de Ano-Novo em comparação ao do Natal. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, 23 pessoas morreram nas estradas paulistas entre os dias 28 de dezembro de 2012 e 1º de janeiro deste ano. No Natal, foram registradas 41 mortes.

A polícia usou o Natal deste ano como base de comparação por ser um período idêntico, de condições climáticas semelhantes e com o mesmo número de dias. A comparação não foi feita tendo como base a passagem de ano 2011/2012, porque naquela ocasião o feriado caiu em um domingo.

Entre os acidentes com mortes, mais de 65% decorreram de acidentes do tipo colisão frontal (principalmente em ultrapassagens), choque com obstáculo parado e atropelamentos. De acordo com o levantamento, 566 pessoas ficaram feridas em 1.032 acidentes anotados nos 22 mil quilômetros de rodovias estaduais no feriado de Ano Novo.

Durante a Operação Ano-Novo, a polícia rodoviária fez 18.102 autuações por infrações de trânsito, sendo que 2.278 delas foram por falta de uso obrigatório do cinto de segurança.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email