"Nunca precisaremos acertar os ponteiros"

Ex-presidente Lula aproveita passagem por Braslia para assistir a filme 3D sobre transio de poder no Palcio do Planalto e para amenizar rumores de desentendimentos com Dilma: "Nosso relgio suio, jamais vai atrasar ou adiantar"

"Nunca precisaremos acertar os ponteiros"
"Nunca precisaremos acertar os ponteiros" (Foto: José Cruz/AGÊNCIA BRASIL)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente Lula espantou, na noite desta quarta-feira, os rumores sobre desentendimentos com a presidente Dilma Rousseff, que teriam ocorrido como decorrência da abertura da CPI do Cachoeira. "Nosso relógio é suíço. Nunca precisaremos acertar os ponteiros. Jamais ele vai ter que atrasar ou adiantar", disse o ex-presidente.

Leia reportagem publicada pelo portal Terra sobre o assunto:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva minimizou nesta quarta-feira eventuais divergências com decisões da presidente Dilma Rousseff. Lula disse que sua relação com Dilma jamais precisará "acertar os ponteiros". Na relatoria da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPMI) que investiga relações do bicheiro Carlinhos Cachoeira com políticos, empresários e servidores, Lula queria a indicação do deputado Candido Vaccarezza (PT-SP), mas Dilma escolheu o mineiro Odair Cunha (PT).

"Nosso relógio é suíço. Nunca precisaremos acertar os ponteiros. Jamais ele vai ter que atrasar ou adiantar", disse o ex-presidente.

Na tarde de hoje, Lula esteve reunido com Dilma e ministros petistas no Palácio da Alvorada por mais de quatro horas. A presidente preferiu não falar do teor do encontro. "A comida estava ótima", esquivou-se Dilma, referindo-se ao almoço.

Lula chegou por volta das 21h à sala de exibição do Museu da República, em Brasília, onde será lançado o filme Pela Primeira Vez, do fotógrafo do ex-presidente, Ricardo Stuckert. O documentário média-metragem produzido pela Casablanca Filmes mostra em 3D a posse da presidente Dilma.

O ex-presidente chegou acompanhado do candidato a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, citado em conversas telefônicas entre os integrantes do esquema de Cacheira. Um dos objetivos da vista de Lula é conversar com petistas e tentar fortalecer Agnelo, que foi seu ministro no primeiro mandato.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email