Nuvem de poeira 'Godzilla' viaja do Saara para as Américas e tem extensão maior que EUA e Canadá juntos

A nuvem de poeira ‘Godzilla’ está viajando 10 mil km, do Saara para o continente americano, e tem efeito no clima e na saúde das pessoas

Nuvem de ar seco empoeirado "Godzilla"
Nuvem de ar seco empoeirado "Godzilla" (Foto: Reprodução / CIRA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Imagens capturadas por satélites mostram uma nuvem marrom que está cobrindo o Oceano Atlântico, indo da África até o Caribe, em direção ao continente Americano. A ‘nuvem de poeira Godzilla’, como a chamam alguns especialistas, é uma nuvem de ar muito seco e com poeira proveniente do Saara. Cientistas afirmam que é um evento recorrente, mas que parece ter se intensificado em 2020.

No Caribe, em alguns países, está tendo a recomendação de evitar de se expor ao ar e usar máscara para evitar danos à saúde. A especialista Olga Mayol, do Instituto de Estudos de Ecossistemas Tropicais da Universidade de Porto Rico, disse que a nuvem tem uma concentração de poeira mais alta em relação aos últimos 50 anos, segundo informa matéria da BBC.

Segundo o artigo, a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA, em inglês) prevê que a nuvem alcançará o norte da América do Sul, a América Central e a Costa do Golfo dos EUA nos próximos dias.

Imagens nas redes sociais mostram a diferença das paisagens com a chegada da nuvem de poeira.

O ar seco afeta a atmosfera tirando a umidade, o que pode afetar a pele e os pulmões de quem o respira. Pode também causar problemas respiratórios, alérgicos e irritação nos olhos.

Desta forma, em meio à pandemia do coronavírus, a chegada da nuvem (mais espessa que em anos anteriores, ainda por cima) pode ser um problema para os países que serão encobertos. Autoridades da América Latina têm alertado para que pessoas mais vulneráveis aumentem as precauções nos próximos dias.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247