‘O desemprego aumenta assustadoramente. A ponte do Temer explodiu’

Com esta frase no Twitter, o senador Paulo Paim (PT-RS) bateu duro no governo de Michel Temer, que tenta colocar em prática o programa Ponte Para o Futuro; também por meio de vídeo, o petista criticou o alto índice de desemprego, que atinge 12,7 milhões no País, conforme o IBGE; "Se pegarmos o desempregados, com os empregos precários, vamos chegar a 26 milhões de pessoas"; "Pense muito nas eleições que se aproximam. Temos que eleger um presidente comprometido com os trabalhadores"; assista

Com esta frase no Twitter, o senador Paulo Paim (PT-RS) bateu duro no governo de Michel Temer, que tenta colocar em prática o programa Ponte Para o Futuro; também por meio de vídeo, o petista criticou o alto índice de desemprego, que atinge 12,7 milhões no País, conforme o IBGE; "Se pegarmos o desempregados, com os empregos precários, vamos chegar a 26 milhões de pessoas"; "Pense muito nas eleições que se aproximam. Temos que eleger um presidente comprometido com os trabalhadores"; assista
Com esta frase no Twitter, o senador Paulo Paim (PT-RS) bateu duro no governo de Michel Temer, que tenta colocar em prática o programa Ponte Para o Futuro; também por meio de vídeo, o petista criticou o alto índice de desemprego, que atinge 12,7 milhões no País, conforme o IBGE; "Se pegarmos o desempregados, com os empregos precários, vamos chegar a 26 milhões de pessoas"; "Pense muito nas eleições que se aproximam. Temos que eleger um presidente comprometido com os trabalhadores"; assista (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 - O senador Paulo Paim (PT-RS) bateu duro no governo de Michel Temer, ao divulgar nesta quinta-feira (1) um vídeo criticando a gestão emedebista pela alta taxa de desemprego, que atinge 12,7 milhões de pessoas no País - 12,2% nos três meses até de janeiro, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (28).

"Dados do IBGE são assustadores. Desemprego aumentou. Se pegarmos o desempregados, os com empregos precários, vamos chegar a 26 milhões de pessoas. Eu havia alertado que se fizesse aquela reforma trabalhista iria aumentar o desempregado e a precarização, e diminuir a renda do brasileiro", disse o parlamentar.

"Se o salário do brasileiro diminui, o governo Temer não respeito a lei e não deu sequer a inflação, o poder de compra vai desaparecendo, não tem quem compra. Consequentemente, as vendas diminuem. Resultado: desemprego em massa", afirmou. "Pense muito nas eleições que se aproximam. Temos que eleger um presidente comprometido com os trabalhadores, com povo, com a juventude, idosos, deficientes, um governo que respeite a diferença, que pense além do horizonte", acrescentou.

O desemprego ficou maior do que o registrado no trimestre encerrado em outubro, quando a taxa foi de 11,8%, mas ficou estável em relação ao trimestre anterior, quando a taxa também foi de 12,2%. O número, no entanto, está abaixo da taxa registrada no trimestre encerrado em janeiro do ano passado, de 12,6%.

Leia o material divulgado pelo IBGE.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247