O gasto é permitido, mas com moderação

Seus sonhos tm que ser realizados, mas planejamento tambm importante na hora de consumir

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_Tão importante quanto poupar é gastar. A economia do dia a dia precisa do comportamento gastador do consumidor para sobreviver. Mas com moderação. O ato de guardar dinheiro não pode ser visto como privação, mas como o empenho para conseguir algo melhor no futuro. Se você faz o planejamento da sua poupança, ou seja, quanto deve economizar por mês para ter uma renda extra daqui a alguns anos, deve saber que o mesmo comportamento precisa ser utilizado na hora de consumir. Sonhos que não podem ser pagos à vista, como uma tevê de tela plana, uma joia, um carro novo e alguns ternos ou vestidos, devem entrar no seu caderninho de desejos. Ao anotar, você determina um foco e vai em busca desse objetivo. Sabe qual é a diferença? Você realiza e aproveita sua aquisição, sem ficar preocupado em ter que pagar prestações a perder de vista ou assustado quando fica sabendo o juro real da fatura do seu produto. O prazer certamente ficará comprometido.

Uma tevê de tela plana pode ser um bom exemplo para você consumir, mas evitar as loucuras de comprar em pequenas prestações que, provavelmente, caberão no seu bolso. Um aparelho de 21 polegadas pode ser encontrado a R$ 1.999 em muitas lojas de varejo, mas somente se você pagar à vista. Se quiser parcelar em 12 vezes, pagará R$ 199 ao mês. Sabe quanto isso significa? 2,92% de juros mensais ou 41,25% anuais. Um valor total de R$ 2.398,80. Nenhuma aplicação sem risco devolve para o seu investimento essa mesma rentabilidade. Ao invés de sair afoito para comprar, que tal pensar no Natal deste ano?

A partir de agosto, separe R$ 250 (R$ 50 a mais do que a parcela) todos os meses do seu orçamento e coloque na poupança, que vai render 0,5%, aproximadamente, e não vai cobrar imposto de renda na hora do saque. Em dezembro de 2011 você terá acumulado algo em torno de R$ 1.260. Com esse dinheiro em mãos, seu sonho estará mais perto. Junte esse montante ao seu 13º salário e vá negociar um valor melhor que os R$ 1.999 anunciados pela rede varejista. Com as promoções dessa época do ano e o poder de barganha, você pagará mais barato e entrará no novo ano sem dívidas.

O resultado é que em cinco meses você poupou, consumiu e economizou. Serão quase R$ 400 de diferença entre o preço da parcela e o que você pagou à vista – isso se você não tiver conseguido um descontinho. E o que é melhor: você não precisou utilizar aquelas 12 parcelas, foram apenas cinco (de poupança) e um esforço com o 13º. Se você mantiver a disciplina e utilizar esses outros sete meses para continuar guardando os mesmos R$ 250, chegará a R$ 1.775, que estarão prontos, novamente, para um novo gasto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email