O PSB pode criticar a gestão de João da Costa

O pensamento do ministro da Integrao Nacional, Fernando Bezerra Coelho, que, na condio de pr-candidato Prefeitura do Recife, no perde a oportunidade de alfinetar o aliado.

O PSB pode criticar a gestão de João da Costa
O PSB pode criticar a gestão de João da Costa (Foto: Andréa Rêgo Barros/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bruna Cavalcanti_247 – Se enganou quem imaginava que o ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB) pegaria leve com o prefeito do Recife, João da Costa (PT), durante a reunião do Conselho Deliberativo, na Sudene, nesta quinta-feira (10). Afiado no discurso, o socialista, que assumiu recentemente a condição de pré-candidato a prefeito, foi enfático quando foi questionado se o PSB poderia fazer críticas à gestão do Recife: “Claro. Porque não? Apenas não acho que o momento de fazer isso é agora. Mas, tem várias situações em que mesmo você fazendo parte de uma composição política, você pode ter divergências”, concluiu Bezerra Coelho. O PSB detém a vice-prefeitura da capital pernambucana.

O ministro ainda fez questão de assegurar que a sua movimentação não pode ser considerada um ato de jogar verde ou blefe, como fora sugerido nos bastidores, quando ele se coloca como um possível candidato a prefeito do Recife, no próximo ano. “Uma iniciativa dessa não é instrumento de barganha ou ameaça e sim fruto de uma reflexão do nosso partido, de buscar essa inserção maior no eleitorado metropolitano do Estado”, afirmou Fernando Bezerra Costa.

Em um momento de inspiração, o socialista ainda se comparou ao governador do Estado de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), ao responder as críticas petistas de que não teria expressividade na Região Metropolitana do Recife. “Nós saímos atrás, em 2006, e ganhamos a eleição”, ressaltou Bezerra Coelho. No referido pleito, Eduardo Campos partiu com apenas 3% das intenções de voto, atrás do atual senador Humberto Costa (PT) e do ex-governador Mendonça Filho (DEM).

O ministro Fernando Bezerra aproveitou um ponto para contar um pouco da recente conversa que teve com o deputado federal João Paulo (PT), no Ministério da Integração Nacional, nesta quarta-feira (09). Segundo o ministro, no entanto, ambos estariam divergindo quanto ao pleito das eleições municipais do próximo ano. “Ele colocou a importância de todos trabalharem pela unidade da Frente Popular. Compartilhamos também essa visão, mas a tese que estamos defendendo para o debate é a possibilidade de várias candidaturas e de que, cada um, possa construir a sua identidade. Podemos ainda nos encontrar no segundo turno”, afirmou o ministro.

Sobre o teor da rápida conversa que teve com o prefeito João da Costa, durante o evento na Sudene, Bezerra Coelho não revelou muito. “Conversamos com ele sobre pleitos da prefeitura do Recife lá no ministério”, despistou. No dia em que Fernando Bezerra Coelho teve todos os holofotes voltados para ele na Sudene – o ministro chegou a ser altamente elogiado pela governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM), pelos trabalhos que estava realizando à frente do Ministério da Integração Nacional –João da Costa preferiu se reservar aos bastidores. Falou pouco com os jornalistas que estavam presentes e saiu rapidamente assim que terminou o evento.

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email