O que fazer para destravar Salvador?

O tema é bastante explorado pelos candidatos à prefeitura, como não poderia deixar de ser; o problema é que as propostas, para especialistas e até mesmo para cidadãos, não parecem sólidas, não passam tranquilidade ao cidadão

O que fazer para destravar Salvador?
O que fazer para destravar Salvador? (Foto: Divulgação)

Bahia 247

Ir para a escola ou para a faculdade, trabalhar e até mesmo ir ao shopping ou a praia em Salvador em dias de semana não têm sido tarefas das mais fáceis. Já imaginou fazer de carro um percurso de 16 quilômetros em duas horas? Aqui em Salvador essa realidade já comum.

A facilidade do crédito para comprar carro, sobretudo na gestão do ex-presidente Lula (PT), com uma pitada de falta de planejamento fizeram com que a capital baiana ganhasse mais um título negativo: uma das piores cidades no quesito trânsito no Brasil.

O tema é bastante explorado pelos candidatos à sucessão do prefeito João Henrique (PP), como não poderia deixar de ser. O problema é que as propostas, para especialistas e até mesmo para cidadãos, não parecem sólidas.

Nelson Pelegrino (PT), por exemplo, destaca a importância da ampliação da linha do trem do subúrbio (14 quilômetros de extensão, de Paripe à Calçada), assim como a concretização do metrô.

Mas qual metrô? O que está sendo construído há 13 anos e que tem seis quilômetros de extensão ou o que o governo do estado prometeu para ligar Salvador a Lauro de Freitas ao longo da Avenida Paralela e que ainda nem tem licitação? Para fechar a conta, Pelegrino diz ainda que vai construir ciclovias.

Na interpretação de Rogério Tadeu da Luz, candidato pelo PRTB, o próximo prefeito precisa ser um técnico para resolver os principais problemas da cidade. Da Luz ainda destacou como prioridade de gestão, a criação de um "aerotrem", com custo estimado de R$ 40 milhões.

"Sistema de transporte barato e moderno. Faremos 10 km em um ano", disse, acrescentando que irá implantar também vias exclusivas para motociclistas e revitalizar os planos inclinados da cidade. Certo. Mas quantas pessoas esse 'aerotrem' vai transportar por dia? De onde para onde?

O desrespeito com as vias de trânsito e os pontos de estrangulamento são os principais problemas a serem resolvidos em Salvador. Com a proposta de melhorar a qualidade de vida dos soteropolitanos, através da mobilidade urbana, o candidato do PRB, Márcio Marinho, garante "requalificar ruas e avenidas, para aumentar a capacidade de fluxo e diminuir os engarrafamentos".

O democrata ACM Neto afirma que Salvador precisa de uma engenharia de trânsito com tecnologia e acompanhamento em tempo real e correto funcionamento dos semáforos. Neto também propõe a construção de viadutos e de faixas exclusivas para ônibus. Além da conclusão e ampliação da linha um do metrô até Cajazeiras. Incentivo à autonomia de bairros e regiões.

Neto propõe ainda monitoramento, inteligência e intervenção em tempo real pelo Centro de Operações de Salvador; reforço da ordem; melhorar o transporte público, integrando o sistema de ônibus com o transporte metroviário.

O candidato do DEM, realmente, é um dos que apresentam mais propostas. Resta saber a viabilidade delas. Ele diz que quer implantar 40 quilômetros de corredores exclusivos para ônibus, assim como fazer intervenção nos pontos críticos da cidade. "Temos também que melhorar a vida do pedestre e da pessoa portadora de deficiência. Tenho como objetivo ainda a construção de Rede de Ciclovias e Ciclofaixas".

Para Mário Kértesz (PMDB), a mobilidade necessita de uma gestão técnica e presente para organizar imediatamente e melhorar substancialmente o trânsito da capital. Segundo ele, a Transalvador vai ser requalificada e terá estrutura e equipamento para atuar na cidade, fiscalizando e organizando.

Em seu site de campanha, Kertész explica que o caminho para o metrô é que ele seja compartilhado com o governo da Bahia. A gestão da Linha 1 deve ir para o estado, e Mário garante 'exigir' a ampliação da extensão dessa linha até o bairro de Cajazeiras. Mário ainda pretende desenvolver para a Cidade Baixa Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247