O que ocorreu com homem que quebrou poltronas durante voo da Gol após acusar companhia de "picá-lo com agulha" (vídeo)

Meia hora antes de iniciar a descida no Aeroporto do Recife, o ambulante começou a ficar desorientado

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/Twitter)


247 - O passageiro que quebrou as poltronas do avião em um voo que saiu de São Paulo e aterrissou no Recife, no domingo (14), estava bêbado. A Polícia Federal, que o conteve, disse nesta terça-feira (16) que ele foi detido e liberado em audiência de custódia. As informações são do portal G1.

Segundo a corporação, o homem é vendedor ambulante, tem 34 anos e é natural de Coronel Fabriciano (MG). No vídeo, um tripulante aparece retirando o material quebrado de perto dele para que ninguém se machucasse.

Os outros passageiros acompanharam tudo e ficaram assustados. Alguns deles filmaram o que estava acontecendo. O voo 1556 CGH - REC, que saiu de Congonhas, em São Paulo, era operado pela Gol Linhas Aéreas.

>>> Passageiro quebra poltronas durante voo da Gol após acusar companhia de "picá-lo com agulha"; PF foi acionada (vídeo)

De acordo com a Polícia Federal, meia hora antes de iniciar a descida no Aeroporto do Recife, o ambulante começou a ficar desorientado e apresentando sintomas de náuseas.

Tripulantes pediram ajuda a um passageiro que é médico para fazer aplicação de glicose na veia do homem. Foi aí que ele começou a agredir fisicamente e verbalmente a tripulação e os passageiros, quebrando a poltrona e mesa de apoio do assento.

Quando era levado à sede da PF, o ambulante estava alterado, cuspindo nas pessoas e chutando mesas. Ele foi autuado por dano qualificado, por expor a perigo aeronave e por impedir ou dificultar navegação aérea.

As penas variam entre 2 e 5 anos de reclusão. Ele passou por audiência de custódia e foi solto, para responder ao processo em liberdade.

Por meio de nota, a Gol informou que o cliente foi contido pela tripulação e pela PF, que foi acionada para acompanhar o desembarque pela porta traseira. "Todas as ações e procedimentos adotados pela companhia foram tomados com foco na segurança dos comissários e clientes", disse, no comunicado.

O nome do passageiro não foi divulgado. A Gol também não disse quais os prejuízos provocados por ele e se seria registrada queixa ou tomada alguma medida legal.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email