OAB-GO pede que SSP investigue justiceiros

Ofício entregue pelo presidente, Henrique Tibúrcio ao secretário Joaquim Mesquita manifesta a preocupação com os sucessivos episódios de agressões por parte da sociedade a pessoas que teriam cometidos delitos em diferentes regiões da Grande Goiânia; até a tarde de quinta-feira (27) foram registrados cinco casos na capital, com seis supostos assaltantes agredidos

Ofício entregue pelo presidente, Henrique Tibúrcio ao secretário Joaquim Mesquita manifesta a preocupação com os sucessivos episódios de agressões por parte da sociedade a pessoas que teriam cometidos delitos em diferentes regiões da Grande Goiânia; até a tarde de quinta-feira (27) foram registrados cinco casos na capital, com seis supostos assaltantes agredidos
Ofício entregue pelo presidente, Henrique Tibúrcio ao secretário Joaquim Mesquita manifesta a preocupação com os sucessivos episódios de agressões por parte da sociedade a pessoas que teriam cometidos delitos em diferentes regiões da Grande Goiânia; até a tarde de quinta-feira (27) foram registrados cinco casos na capital, com seis supostos assaltantes agredidos (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

OAB-GO_ O presidente da OAB-GO, Henrique Tibúrcio, entregou nesta quinta-feira (27) ofício ao secretário estadual da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP), Joaquim Cláudio Figueiredo Mesquita, com a finalidade de solicitar devida apuração dos episódios de ação de justiceiros em Goiânia.

O ofício manifesta a preocupação com os sucessivos episódios de agressões por parte da sociedade a pessoas que teriam cometidos delitos em diferentes regiões da Grande Goiânia. Até a tarde da quinta-feira (27) foram registrados cinco casos na capital, com seis supostos assaltantes agredidos.

 “A ação de justiceiros na capital – muito provavelmente reflexo de episódios semelhantes ocorridos em outras cidades brasileiras – é inaceitável e precisa ser investigada com urgência e cuidado para a devida punição dos autores e alerta para a sociedade”, afirma Tibúrcio.

A OAB-GO pede ao secretário empenho para a abertura de inquéritos e a devida apuração dos fatos junto aos Distritos Policiais competentes. A Ordem percorreu, ainda, as delegacias que seriam responsáveis pelas investigações de todos os casos relatados, quando constatou a não abertura dos inquéritos para investigação da atuação das pessoas que agrediram os supostos criminosos.

 “É importante que a população entenda que as instituições brasileiras precisam ser respeitadas e que a punição de criminosos é responsabilidade do Estado e do Poder Judiciário, sob o risco de se legitimar a barbárie em nossa sociedade. Além, é claro, de fazer entender que é preciso respeitar os princípios constitucionais do devido processo legal e do direito à ampla defesa”, conclui Tibúrcio.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email