CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Odebrecht avança sobre o bolso do trabalhador

Fundo dos trabalhadores, o FGTS,sob responsabilidade de Carlos Lupi, jgastou bilhes na compra departicipaes minoritrias em negcios da empreiteira de Marcelo Odebrecht. Agora, ser aplicado tambm na construo de estdios

Odebrecht avança sobre o bolso do trabalhador (Foto: Divulgação)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Há uma semana, uma reportagem do 247 trouxe informações relevantes sobre a permanência de Carlos Lupi no Ministério do Trabalho. Os maiores negócios da sua pasta, feitos por meio do FI-FGTS, um fundo de investimento criado com recursos dos trabalhadores, têm beneficiado a maior empreiteira do País: a Odebrecht, de Marcelo Odebrecht. Este fundo já investiu mais de R$ 2 bilhões na compra de participações minoritárias em negócios do grupo Odebrecht (leia mais aqui).

Agora, ao que tudo indica, a empreiteira terá ainda mais acesso ao bolso do trabalhador. O jornalista Claudio Humberto, titular de uma das colunas políticas mais lidas do País, publicou várias notas a respeito. Leia abaixo:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

1. Mais verba do FGTS vai ajudar empreiteira amiga

A presidenta Dilma continua jurando que detesta a figura do empreiteiro Marcelo Odebrecht, mas seu governo gosta tanto que pode dar para a empresa mais dinheiro do fundo de investimentos do FGTS (mas sem autorização dos trabalhadores, de cujos salários saiu a grana). Colocou R$ 450 milhões numa das empresas do próprio grupo, a Embraport, e adquiriu 26,5% de uma terceira, a Foz, e 30% da Odebrecht Transports.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

2. E vem mais

Agora, o governo autorizou o aumento do uso do FGTS para obras da Copa. Certamente já com destino certo para empreiteiros.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

3. Cadê o juiz?

A Odebrecht constrói ou reforma quatro arenas para a Copa. Lançou site para acompanhamento das obras. Mas para seguir a verba...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

4. Concretando a conta

Só no combalido Maracanã, no Rio, a empreiteira conquistou a conta de duas das três reformas bilionárias realizadas em apenas dez anos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

5. Terceiro tempo

Para um governo que jurava não colocar dinheiro público nos estádios, é curioso vê-lo abrir o cofre para as empreiteiras em ano pré-eleitoral.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Além disso, neste domingo, o jornal Estado de S. Paulo publicou editorial sobre o uso de recursos do FGTS sem transparência pelo governo. Eis um trecho:

"Agora, uma medida provisória aprovada no Senado permite que o Fundo aplique até R$ 5 bilhões em obras de infraestrutura ligadas à Copa do Mundo de 2014 e à Olimpíada de 2016 (...) Trata-se de uso questionável de recursos do Fundo, pois só se a concessão desses empréstimos for feita de maneira muitíssimo criteriosa é que se evitará que se transformem em fontes de prejuízo."

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO