Oito vereadores pulam fora e deixam Elias na mão

Aconteceu de novo na Câmara Municipal: oito vereadores que tinham assinado requerimento de autoria de Elias Vaz para pedir abertura da CEI dos Supersalários desistiram em cima da hora e retiraram seus nomes. Elias diz que prefeito Paulo Garcia falou por telefone com os vereadores. "Mais uma vez, vereadores assinaram para a instalação da CEI e retiraram em seguida. Lamento mais esse episódio", disse Djalma Araújo. Elias afirma que vai ao Ministério Público pedir que seja feita investigação. Em alguns casos, servidores da Comurg chegavam a ganhar R$ 40 mil por mês

Oito vereadores pulam fora e deixam Elias na mão
Oito vereadores pulam fora e deixam Elias na mão
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ Oito vereadores retiraram suas assinaturas de última hora e assim o vereador Elias Vaz não conseguiu apresentar o requerimento para pedir a instalação da CEI dos Supersalários na Comurg. Elias tinha 16 assinaturas e são necessários 12 nomes.

Em entrevista ao Jornal Opção Online, Elias disse que os oito vereadores que desistiram do requerimento falaram com o prefeito Paulo Garcia (PT) pelo celular pouco antes de a sessão ser aberta. "Quando foi aberta a sessão fui protocolar o documento, mas aí o presidente Clécio Alves suspendeu a sessão. Os vereadores saíram do plenário. Colocaram o pessoal que tinha assinado para falar com o prefeito por celular. Conseguiram retirar oito assinaturas”, disse ao Opção. 

Retiraram assinaturas: Zander Fábio (PSL), Antônio Uchôa (PSL), Paulo da Farmácia e Divino Rodrigues (ambos do PSDC) e Bernardo do Cais (PSC), do chamado bloco moderado, além de Tatiana Lemos  (PC do B), Paulo Magalhães (PV) e Rogério Cruz (PRB).

O vereador Djalma Araújo (PT) lamentou o episódio. "Mais uma vez, vereadores assinaram para a instalação da CEI e retiraram em seguida. Dessa vez foi da CEI para investigar os supersalários. Lamento mais esse episódio...", escreveu em seu Twitter.

Elias não desistiu de investigar as irregularidades na Comurg e disse que vai ao Ministério Público. "Vou pegar o que tenho e levar para o Ministério Público. Se fosse caso de suspeitas, tudo bem. Mas são fatos com evidências claras e estão publicados no Portal da Transparência da prefeitura”, afirmou ao Opção.

Escândalo

O vereador decidiu pedir a instalação da CEI depois de verificar o pagamento de altos salários a servidores da Comurg. Em alguns casos, de vencimentos que superam o do prefeito Paulo Garcia, que é de R$19.237,24. Um dos servidores com alto salário registrado no Portal da Transparência é o assessor administrativo Eterno Inácio da Silva, que recebeu R$ 38.609 (bruto) em abril; R$24.130,69 (bruto) em maio e R$83.916,13 (bruto) em junho, quando junto ao salário foram pagas as férias.

Outra constatação é a de funcionários no mesmo cargo, com salários bem diferentes. O caso de dois trabalhadores de limpeza urbana nível I chama a atenção. Enquanto um recebe vencimento líquido de R$12.268,33, o outro ganha R$1.046,75.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email