OMS: carne processada pode causar câncer

Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (Iarc), sediada na França, que faz parte da OMS, colocou carnes processadas, como presunto e salsicha, em sua lista de grupo 1, que inclui tabaco, amianto e fumaça de diesel, que possuem "evidências suficientes" de ligação ao câncer; "Para um indivíduo, o risco de desenvolvimento de câncer de intestino por conta do consumo de carne processada continua pequeno, mas o risco aumenta com a quantidade de carne consumida", disse o Kurt Straif, chefe do Programa de Monografias da Iarc

Homem preparando salsichas em evento em Nova York. 04/07/2015 REUTERS/Andrew Kelly
Homem preparando salsichas em evento em Nova York. 04/07/2015 REUTERS/Andrew Kelly (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PARIS (Reuters) - Comer carnes processadas pode causar câncer de intestino em humanos, enquanto a carne vermelha é uma possível causa da doença, disseram especialistas da Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta segunda-feira, em uma descoberta que pode aumentar os debates sobre os méritos de uma dieta baseada no consumo de carnes.

A Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (Iarc), sediada na França, que faz parte da OMS, colocou carnes processadas, como presunto e salsicha, em sua lista de grupo 1, que inclui tabaco, amianto e fumaça de diesel, que possuem "evidências suficientes" de ligação ao câncer.

"Para um indivíduo, o risco de desenvolvimento de câncer de intestino por conta do consumo de carne processada continua pequeno, mas o risco aumenta com a quantidade de carne consumida", disse o Kurt Straif, chefe do Programa de Monografias da Iarc, em nota.

Carne vermelha, sob a qual a Iarc inclui carne bovina, de cordeiro e porco, foi classificada como "provável" agente cancerígeno na lista do grupo 2A, que contém glifosato, ingrediente ativo em muitos pesticidas.

A classificação mais baixa para carne vermelha refletiu "evidências limitadas" para causa de câncer. A Iarc descobriu ligações principalmente com câncer de intestino, mas também observou associações com câncer de pâncreas e próstata, acrescentou.

(Reportagem de Gus Trompiz)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247