ONU destaca redução de homicídios em Pernambuco

Pernambuco foi o único Estado do Nordeste que reduziu a taxa de homicídios em 2012. Enquanto locais como a Paraíba e a Bahia registraram um aumento de, respectivamente, 150% e 75%, nas taxas de assassinatos, o número de homicídios pernambucanos caiu 38%; os dados são do Relatório Global sobre Homicídios 2013, elaborado pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc); de acordo com o estudo, dos 437 mil assassinatos que ocorreram no mundo ao longo de 2012, 50.108 foram registrados em solo brasileiro, número correspondente a cerca de 10% do total de homicídios em nível mundial

 Pernambuco foi o único Estado do Nordeste que reduziu a taxa de homicídios em 2012. Enquanto locais como a Paraíba e a Bahia registraram um aumento de, respectivamente, 150% e 75%, nas taxas de assassinatos, o número de homicídios pernambucanos caiu 38%; os dados são do Relatório Global sobre Homicídios 2013, elaborado pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc); de acordo com o estudo, dos 437 mil assassinatos que ocorreram no mundo ao longo de 2012, 50.108 foram registrados em solo brasileiro, número correspondente a cerca de 10% do total de homicídios em nível mundial
Pernambuco foi o único Estado do Nordeste que reduziu a taxa de homicídios em 2012. Enquanto locais como a Paraíba e a Bahia registraram um aumento de, respectivamente, 150% e 75%, nas taxas de assassinatos, o número de homicídios pernambucanos caiu 38%; os dados são do Relatório Global sobre Homicídios 2013, elaborado pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc); de acordo com o estudo, dos 437 mil assassinatos que ocorreram no mundo ao longo de 2012, 50.108 foram registrados em solo brasileiro, número correspondente a cerca de 10% do total de homicídios em nível mundial (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - Pernambuco foi o único Estado do Nordeste que reduziu a taxa de homicídios em 2012. Enquanto locais como a Paraíba e a Bahia registraram um aumento de, respectivamente, 150% e 75%, nas taxas de assassinatos, o número de homicídios pernambucanos caiu 38%. Os dados são do Relatório Global sobre Homicídios 2013, elaborado pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc). De acordo com o estudo, dos 437 mil assassinatos que ocorreram no mundo ao longo de 2012, 50.108 foram registrados em solo brasileiro, número correspondente a cerca de 10% do total de homicídios em nível mundial.

O estudo destaca, ainda, que nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo o índice de homicídios caiu, respectivamente, 29% e 11%. No caso do estado fluminense, as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), projeto do Governo do Rio de Janeiro, foram apontadas, como um fator determinante para a diminuição dos crimes no Estado. O local, que teve queda de 29% dos homicídios em 2012, diminuiu a taxa dos crimes em quase 80% entre 2008 e 2012

O Brasil tem uma taxa de 25 assassinatos para cada 100 mil pessoas, se configurando, com o Congo, o México e a Nigéria, no segundo grupo de países com os maiores números de homicídios no mundo. No primeiro grupo, no qual se encaixam África do Sul, Colômbia, Guatemala e Venezuela, o índice de assassinatos passa de 30 para cada 100 mil habitantes. De acordo com especialistas, quando um índice passa de 10 assassinatos para cada 100 mil pessoas, já é constatada uma epidemia de violência.

De acordo com o estudo, 90% das vítimas brasileiras são homens. Dentre os fatores determinantes estão o abuso de álcool, drogas e a disponibilidade de armas de fogo que se destacam dentre os facilitadores para a ocorrência de assassinatos.

.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247