Operação desarticula fraude em licitações para serviços gráficos na Bahia

Organização criminosa envolvida com fraudes em licitações em Salvador e cidades do interior da Bahia foi alvo de uma operação do Ministério Público do Estado na manhã desta segunda-feira; a Operação Quali foi deflagrada por agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do MP, juntamente com o Departamento de Combate ao Crime organizado da Polícia Civil; ao todo são 35 mandados a serem cumpridos, entre eles oito de prisão temporária, seis de condução coercitiva e 21 de busca e apreensão, em Salvador e Lauro de Freitas

Organização criminosa envolvida com fraudes em licitações em Salvador e cidades do interior da Bahia foi alvo de uma operação do Ministério Público do Estado na manhã desta segunda-feira; a Operação Quali foi deflagrada por agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do MP, juntamente com o Departamento de Combate ao Crime organizado da Polícia Civil; ao todo são 35 mandados a serem cumpridos, entre eles oito de prisão temporária, seis de condução coercitiva e 21 de busca e apreensão, em Salvador e Lauro de Freitas
Organização criminosa envolvida com fraudes em licitações em Salvador e cidades do interior da Bahia foi alvo de uma operação do Ministério Público do Estado na manhã desta segunda-feira; a Operação Quali foi deflagrada por agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do MP, juntamente com o Departamento de Combate ao Crime organizado da Polícia Civil; ao todo são 35 mandados a serem cumpridos, entre eles oito de prisão temporária, seis de condução coercitiva e 21 de busca e apreensão, em Salvador e Lauro de Freitas (Foto: Romulo Faro)

Sayonara Moreno – correspondente da Agência Brasil

Organização criminosa envolvida com fraudes em licitações, em Salvador e cidades do interior da Bahia, foi alvo de uma operação do Ministério Público do Estado , na manhã de hoje (28). A Operação Quali foi deflagrada por agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do MP (Gaeco), juntamente com o Departamento de Combate ao Crime organizado da Polícia Civil da Bahia (Draco) e do Centro de Operações Especiais, também da Polícia Civil do estado.

Ao todo são 35 mandados a serem cumpridos, entre eles oito de prisão temporária, seis de condução coercitiva e 21 de busca e apreensão, em Salvador e Lauro de Freitas, região metropolitana da capital baiana.

Segundo o Ministério Público, os alvos da operação são empresas que atuam no ramo de impressos gráficos e que formaram cartel para vencerem licitações em órgãos públicos estaduais e municipais.

As investigações apontaram que o grupo atuava há alguns anos na capital e no interior da Bahia e vinha vencendo licitações em alguns órgãos públicos, com preços superfaturados que chegavam a superar 20% o valor do serviço. As fraudes foram responsáveis pelo gasto de milhões de reais – valor ainda não definido – dos cofres públicos.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247