Operador de Geddel paga fiança de R$ 46,8 mil

Operador de Geddel Vieira Lima na prefeitura de ACM Neto (DEM), o ex-chefe da Casa Civil de Salvador Gustavo Ferraz entregou nesta sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) o comprovante do pagamento de sua fiança, equivalente a 50 salários mínimos, para deixar o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília; Ferraz é um dos investigados cujas digitais foram identificadas no bunker dos R$ 51 milhões atribuídos ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) e ao deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA); o valor do pagamento da fiança foi de R$ 46,8 mil

Salvador- Preso em operação da PF Gustavo Ferraz é diretor-geral do Defesa Civil de Salvador Foto: SECOM
Salvador- Preso em operação da PF Gustavo Ferraz é diretor-geral do Defesa Civil de Salvador Foto: SECOM (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Operador de Geddel Vieira Lima na prefeitura de ACM Neto (DEM), o ex-chefe da Casa Civil de Salvador Gustavo Ferraz entregou nesta sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) o comprovante do pagamento de sua fiança, equivalente a 50 salários mínimos, para deixar o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Ferraz é um dos investigados cujas digitais foram identificadas no bunker dos R$ 51 milhões atribuídos ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) e ao deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).

O ministro Edson Fachin, do STF, decidiu na segunda-feira (13) reduzir a fiança de Ferraz e também de Job Ribeiro Brandão, ligado à família dos peemedebistas. A decisão atendeu a pedido dos advogados, que tiveram parecer favorável da Procuradoria-Geral da República (PGR).

A fiança de Gustavo Ferraz passou de 100 para 50 salários mínimos, e a de Job baixou pela segunda vez, agora de 50 salários mínimos para 10, com uma redução de 2/3 para Job devido à situação econômica ruim que o investigado demonstrou. O ministro deu 24 horas para Ferraz fazer o pagamento.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247