Operários paralisam reforma do Beira-Rio

Os funcionários reclamam que receberam apenas R$ 1,3 mil no último dia 5, enquanto que a empresa propusera R$ 2,2 mil. Além disso, os funcionários que encerram o expediente às 19h não recebem jantar, fato também reclamado

Operários paralisam reforma do Beira-Rio
Operários paralisam reforma do Beira-Rio
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sul21 - Não é só no futebol que o Inter está lento. Nesta quarta-feira (9), os funcionários que trabalham nas obras do Beira-Rio cruzaram os braços, pedindo melhores salários. Segundo a Andrade Gutierrez, o problema limita-se a alguns trabalhadores e as obras não estão totalmente paralisadas.

A Brigada Militar foi chamada,  já que havia o receio de que os funcionários depredassem os alojamentos. Nesta tarde, cerca de dez policiais estão do lado de fora do Beira-Rio e aguardam o desfecho da negociação entre os operários e a AG.

Os funcionários — muitos vindos de outros estados — reclamam que receberam apenas R$ 1,3 mil no último dia 5, enquanto que a empresa propusera R$ 2,2 mil. Além disso, os funcionários que encerram o expediente às 19h não recebem jantar, fato também reclamado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email