Oposição ameaça ir à Justiça por CPI do Mineirão

A oposição ao governo Alberto Pinto Coelho (PP) ameaça ir à Justiça para instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Mineirão com o objetivo de investigar se houve prejuízo ao erário no contrato que transferiu à Minas Arena o controle do estádio; "Estamos aguardando pacientemente que a Mesa Diretora dê andamento ao processo. Mas, se for o caso, vamos até a Justiça para que isso aconteça", declara o deputado estadual Rogério Correia (PT)

A oposição ao governo Alberto Pinto Coelho (PP) ameaça ir à Justiça para instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Mineirão com o objetivo de investigar se houve prejuízo ao erário no contrato que transferiu à Minas Arena o controle do estádio; "Estamos aguardando pacientemente que a Mesa Diretora dê andamento ao processo. Mas, se for o caso, vamos até a Justiça para que isso aconteça", declara o deputado estadual Rogério Correia (PT)
A oposição ao governo Alberto Pinto Coelho (PP) ameaça ir à Justiça para instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Mineirão com o objetivo de investigar se houve prejuízo ao erário no contrato que transferiu à Minas Arena o controle do estádio; "Estamos aguardando pacientemente que a Mesa Diretora dê andamento ao processo. Mas, se for o caso, vamos até a Justiça para que isso aconteça", declara o deputado estadual Rogério Correia (PT) (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 – A oposição ao governo Alberto Pinto Coelho (PP) ameaça ir à Justiça para instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Mineirão com o objetivo de investigar se houve prejuízo ao erário no contrato que transferiu à Minas Arena o controle do estádio.

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (AL-MG) informou que dois deputados pediram, por meio de requerimentos, que seus nomes fossem retirados do documento que solicitava a abertura da CPI. Posteriormente, a Casa afirmou que houve um erro e que não teria havido nenhum pedido neste sentido por parte de parlamentares.

"Estamos aguardando pacientemente que a Mesa Diretora dê andamento ao processo. Mas, se for o caso, vamos até a Justiça para que isso aconteça", declara o deputado estadual Rogério Correia (PT). As informações são do jornal O Tempo.

De acordo com a assessoria da Assembleia, a instalação continua dependente de uma decisão do comando da Casa, sem que tenha havido novos andamentos nos últimos dias.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247