Orçamento gordo, mas sem tanta ciclovia

Os projetos para a melhoria da mobilidade urbana da Regio Metropolitana do Recife esto orados em R$ 2,9 bi e contemplam grandes obras virias como a Via Mangue e os Corredores Leste/Oeste e Norte Sul, mas cad as propostas de novas ciclovias? Ainda estamos esperando

Orçamento gordo, mas sem tanta ciclovia
Orçamento gordo, mas sem tanta ciclovia (Foto: Marcello Casal Jr/ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Lucena _PE247- Com vistas à Copa do Mundo de 2014, o Governo Federal está investindo pesado no repasse de recursos aos Estados que sediarão o maior evento esportivo do Mundo. Ontem (24), foi anunciada a destinação a Pernambuco de R$ 2,9 bilhões para a realização de intervenções na mobilidade urbana da Região Metropolitana do Recife (RMR). No entanto, chama a atenção o fato de que o modelo de ciclovias, apontado por especialistas como uma das saídas para a desobstrução do nosso caótico trânsito, parece ter ficado em um plano secundário nesse debate. Outros projetos como os corredores Norte/Sul, Leste/Oeste e avenidas como a Via Mangue, a II e a III perimetral e a Radial Sul receberam atenção reforçada.

Segundo o presidente do Instituto Cidade do Recife – Engenheiro Pelópidas Silveira, Milton Botler, está sendo feito um mapeamento em relação às ciclovias na cidade, cuja meta é implementar 424 km desse modelo na capital pernambucana. “Fizemos reuniões com cicloativistas, que estão colaborando bastante, inclusive, nas redes sociais, para discutir sobre a malha cicloviária na cidade”, assinala Milton. Porém, ele revela que não há uma previsão orçamentária para a implementação desse modelo. “Pelo menos por enquanto, não temos o orçamento detalhado”, afirma o presidente do instituto Botler.

Contudo, para o especialista em mobilidade urbana e diretor regional da Associação Nacional dos Transportes Públicos (ANTP), César Cavalcanti, as intervenções que serão realizadas ajudarão a mudar a cara da mobilidade urbana da RMR. “Num curto espaço de tempo, a sociedade terá prejuízos com a construção de várias obras tanto na capital como no Estado. Mas a longo prazo teremos melhorias significativas no trânsito, porque, havendo mais investimentos em corredores viários e no transporte coletivo, muitas pessoas deixarão o carro para andar de ônibus”, explica o especialista Cavalcanti.

Projetos – Três projetos de mobilidade estão com a PCR. São eles: II Perimetral, que vai de Afogados até o bairro de Peixinhos, na Zona Norte da capital; a III Perimetral, ligando a Avenida Recife à Linha do Tiro, e, por fim, a Radial Sul, que ligará o bairro de Boa Viagem ao de Ibura. Já os projeto do Governo Estadual são: II Perimetral (Avenida Beberibe à PE-15, no km 4, e da PE-15 à PE-001, no km 6,2); a IV Perimetral (Abreu e Lima/Jaboatão e binário Cajueiro Seco). Além desses, tem-se os corredores Norte-Sul (Igarassu/Estação Central de Metrô no Recife, com 33,2km), o Leste-Oeste (Bairro do Derby/Terminal Integrado de Camaragibe, tendo 12,5km) e o corredor da Avenida Norte.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email