CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Otoni rebate e diz que PMDB é quem deveria apoiar o PT

Deputado petista contradiz Sandro Mabel e afirma que não há acordo entre partidos; Otoni ressalta que PMDB deve apoio ao PT em 2014 por 2010; guerra de declarações expõe fragilidade da aliança e mostra que PT já planeja lançar Gomide ou Paulo Garcia; há entre os peemedebistas quem acredite que o deputado anapolino está apenas tentando negociar a vaga ao Senado

Otoni rebate e diz que PMDB é quem deveria apoiar o PT
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Goiás 247_ O deputado federal Rubens Otoni (PT)afirmou que o PT não fez acordo para apoiar o PMDB na sucessão estadual de 2014. Para Otoni tem que acontecer o contrário, os peemedebistas escoltarem o candidato do PT, pois em 2010 os petistas apoiaram Iris Rezende.

“Este acordo não existe, até porque isto é decidido na convenção do partido. Pela lógica, o PMDB é que deveria apoiar o candidato do PT em 2014, retribuindo nosso apoio em 2010, como foi em Goiânia nas eleições de 2008 e de 2012. O que existe é um compromisso de trabalharmos pela unidade da oposição em Goiás”, disse o deputado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A afirmação dura de Otoni foi dada à coluna Giro de O Popular nesta quarta-feira e é uma resposta à cobrança do deputado federal Sandro Mabel (PMDB) feita na mesma coluna na terça-feira. Mabel foi enfático ao afirmar que existe um acordo e acredita na lealdade do PT ao seu partido.

A guerra de declarações expõe a incerteza que existe na aliança dos dois partidos e pode significar o início do fim da parceria. Desde o ano passado a relação entre PMDB e PT vem azedando. Com as vitórias de Paulo Garcia em Goiânia e Antônio Gomide em Anápolis, o PT se sentiu fortalecido. E diante de um PMDB que ainda é refém de Iris Rezende viu que há brecha para ter um candidato.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em eventos do partido em Anápolis, Gomide comportou-se como verdadeiro pré-candidato ao governo. O irmão de Otoni faz gestão bem avaliada pela população. Paulo Garcia se colocou como principal contraponto ao governo de Marconi Perillo e não tem pensando duas vezes em confrontar o governador.

No PMDB, porém, há quem considere que as investidas de Rubens Otoni seja um mero blefe. Na visão de certos peemedebistas o deputado anapolino está apenas tentando forçar sua participação na chapa majoritária, no caso, na vaga destinada ao Senado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO