Paim: preciso um projeto que atenda taxistas e motoristas de Uber

Tanto taxistas como motoristas de aplicativos como o Uber não estão satisfeitos com a proposta que regulamenta o serviço de transporte remunerado individual por aplicativos, disse o senador Paulo Paim (PT-RS); o projeto — um texto substitutivo do senador Pedro Chaves (PSC-MS) a três projetos de lei — está em análise no Senado; "É possível construir um acordo equilibrado"

Tanto taxistas como motoristas de aplicativos como o Uber não estão satisfeitos com a proposta que regulamenta o serviço de transporte remunerado individual por aplicativos, disse o senador Paulo Paim (PT-RS); o projeto — um texto substitutivo do senador Pedro Chaves (PSC-MS) a três projetos de lei — está em análise no Senado; "É possível construir um acordo equilibrado"
Tanto taxistas como motoristas de aplicativos como o Uber não estão satisfeitos com a proposta que regulamenta o serviço de transporte remunerado individual por aplicativos, disse o senador Paulo Paim (PT-RS); o projeto — um texto substitutivo do senador Pedro Chaves (PSC-MS) a três projetos de lei — está em análise no Senado; "É possível construir um acordo equilibrado" (Foto: Leonardo Lucena)

Agência Senado - Tanto taxistas como motoristas de aplicativos como o Uber não estão satisfeitos com a proposta que regulamenta o serviço de transporte remunerado individual por aplicativos, disse nesta quarta-feira (27) o senador Paulo Paim (PT-RS). O projeto — um texto substitutivo do senador Pedro Chaves (PSC-MS) a três projetos de lei — está em análise no Senado.

Segundo Paim, todos defendem o ordenamento do setor, mas as duas categorias de motoristas consideram que o texto apresentado por Pedro Chaves não é o mais adequado.

Paim adiantou que o relator da proposta aceita novas rodadas de negociação, antes do exame no Plenário do Senado. Assim, Paim propôs que a matéria não ganhe regime de urgência, com prioridade de votação.

— É possível construir um acordo equilibrado, de bom senso, que atenda tanto aqueles que trabalham no Uber, como também os taxistas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247