Paim sugere chamar empresas, PF e ministério ao Congresso

Senador Paulo Paim (PT-RS) apresentou requerimento para uma audiência pública que debata a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, na Comissão de Direitos Humanos da Casa; ele defende a participação de todos os envolvidos na investigação e sugeriu ainda visitas de parlamentares a unidades de empresas investigadas; "Nunca vou acusar alguém sem prova", destacou; assista

Senador Paulo Paim (PT-RS) apresentou requerimento para uma audiência pública que debata a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, na Comissão de Direitos Humanos da Casa; ele defende a participação de todos os envolvidos na investigação e sugeriu ainda visitas de parlamentares a unidades de empresas investigadas; "Nunca vou acusar alguém sem prova", destacou; assista
Senador Paulo Paim (PT-RS) apresentou requerimento para uma audiência pública que debata a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, na Comissão de Direitos Humanos da Casa; ele defende a participação de todos os envolvidos na investigação e sugeriu ainda visitas de parlamentares a unidades de empresas investigadas; "Nunca vou acusar alguém sem prova", destacou; assista (Foto: Gisele Federicce)

Rio Grande do Sul 247 - O senador Paulo Paim (PT-RS) apresentou nesta segunda-feira 20 um requerimento para que se realize uma audiência pública que debata a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, deflagrada na última sexta-feira 17.

Ele sugeriu que as empresas envolvidas, a Polícia Federal, o Ministério da Agricultura e o Ministério da Saúde façam sua defesa na Comissão de Direitos Humanos do Senado.

"Isso aqui tem a ver com direitos humanos. Porque se tudo aquilo que foi falado for real, nós temos que esclarecer", afirmou. "Nunca vou acusar alguém sem prova", destacou o senador.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247