Paulo acusa armação e Jovair rebate: “Omisso”

E a eleição pega fogo em Goiânia: equipe jurídica do candidato petista protocola pedido de notícia crime denunciando que flagrante de usuário arrastado em Cais foi armado; coligação Goiânia 24 Horas classifica acusação de “absurda, condenável e desumana” e uma tentativa de reduzir o grave problema da saúde a mera “picuinha eleitoral”

Paulo acusa armação e Jovair rebate: “Omisso”
Paulo acusa armação e Jovair rebate: “Omisso” (Foto: Edição/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247_ A coligação Goiânia Sustentável, do prefeito e candidato a reeleição Paulo Garcia (PT), protocolou ontem notícia-crime na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO) acusando a coligação Goiânia 24 Horas, do candidato Jovair Arantes (PTB), de forjar o flagra do paciente arrastado pelos corredores do Cais Vila Nova na última quinta-feira, dia 9. Em nota, a coligação de Jovair classificou como "absurda, condenável e desumana" a tentativa de transformar o episódio em "picuinha eleitoral".

De acordo com a TV Anhanguera, o paciente que foi arrastado pelo chão do Cais sofre de um desvio no intestino e usa um instrumento que a medicina chama de "bolsa de colostomia". Ele chegou ao Cais reclamando de dor, passando mal e dizendo que a bolsa estava furada. O indivíduo pediu atendimento e, segundo a pessoa que gravou o vídeo, levou chutes do guarda municipal antes de ser arrastado pelo corredor, que tentava obrigá-lo a sair. Em função do cheiro desagradável da bolsa, o guarda tomou a iniciativa de defenestrá-lo do local à força – depois de vestir luvas e máscara.

A coligação do prefeito afirma que Rogério Caetano Mendes, autor do flagra, "possui diversas passagens na polícia é notoriamente um cabo eleitoral a serviço da candidatura de Jovair Arantes e Francisco Junior, conforme se desprende de sua página no Facebook onde se vislumbra apoio ao candidato da Coligação Goiânia 24 Horas".

Em resposta, a coligação Goiânia 24 Horas disse em nota que "abomina o esforço da coligação Goiânia Sustentável em escamotear a grave crise que toma conta da Saúde da Capital, toda ela entregue ao abandono, ao desgoverno e, acima de tudo, à omissão".

Leia a íntegra da nota de Jovair:

A respeito de notícia-crime protocolada pela coligação Goiânia Cidade Sustentável na OAB-GO, que acusa a coligação Goiânia 24 Horas de forjar o flagra do paciente arrastado na sexta-feira, no Cais Vila Nova, ressaltamos que:

1 – O fato foi veiculado, primeiramente no Jornal Anhanguera 1º edição no dia 10 do corrente. Em seguida foi publicado no site G1. Com a notícia já publicada, a assessoria da campanha gravou a vítima quando já estava internada no HGG, assim como vários veículos de comunicação. Portanto, que não se invertam os fatos ou se amenizem as conseqüências daquilo que será divulgado a toda a população.

2 – É absurda, condenável e desumana a tentativa de transformar em picuinha eleitoral o drama pessoal de um indivíduo, escorraçado por funcionários despreparados e desqualificados do sistema de saúde pública da prefeitura de Goiânia. A coligação Goiânia 24 Horas abomina o esforço da coligação Goiânia Sustentável em escamotear a grave crise que toma conta da Saúde da Capital, toda ela entregue ao abandono, ao desgoverno e, acima de tudo, à omissão.

3 – Flagrar atos de desrespeito, arbitrariedade e violência em Cais e postos de saúde administrados pela prefeitura da Capital não demandam os esforços cinematográficos que a coligação Goiânia Sustentável atribui à coligação Goiânia 24 Horas. Para testemunhar gestos desta natureza contra pacientes de todas as idades, classe social ou gênero, basta uma simples visita aos postos de saúde da prefeitura. O despreparo encontra-se em todas as etapas de atendimento nos Cais.

4 – A culpa pelo lamentável episódio é da atual administração e, acima de tudo, do prefeito. A ele cabe assumir a responsabilidade pelo tratamento escandaloso dispensado ao paciente.

5 – Por fim, a coligação Goiânia 24 Horas informa que vai pedir, em caráter oficial, ao secretário de Segurança Pública João Furtado de Mendonça Neto, que reforce o policiamento nas imediações do Hospital Geral de Goiânia (HGG) para garantir a integridade física do paciente gravemente violentado no Cais do Setor Vila Nova na sexta-feira. A coligação Goiânia 24 Horas teme que correligionários do atual prefeito, movidos pelo calor da campanha eleitoral, promovam algum tipo de agressão contra o paciente.

6 -  A coligação Goiânia 24 Horas sugere que, em vez de tentar desqualificar o fato ao tratá-lo como armação político-eleitoral, o prefeito venha a público pedir desculpas e  garantir à população que episódios desta natureza jamais haverão de ocorrer outra vez.

Coligação Goiânia 24 Horas


Leia também a notícia crime da coligação Goiânia Cidade Sustentável:

A COLIGAÇÃO GOIÂNIA CIDADE SUSTENTÁVEL, PT, PMDB, PSB, PRTB, PR, PTN, PSDC, PRB e PDT, vem à respeitosa presença de Vossa Excelência, com escora no art. 356 do Código Eleitoral c/c a Resolução TSE n. 23.222, apresentar NOTÍCIA CRIME em desfavor de ROGÉRIO CAETANO MENDES e da COLIGAÇÃO GOIÂNIA 24 HORAS que tem como candidato a Prefeito JOVAIR ARANTES e a vice-Prefeito FRANCISCO JÚNIOR para fins de apurar infração penal eleitoral destacando para tanto o que segue:

DOS FATOS

Na quinta-feira (09/07/2012), no Centro de Atendimento Integral a Saúde – CAIS no setor Vila Nova, o senhor Aguinaldo de Tal adentrou o local supostamente alcoolizado. Tal senhor requisitou que fosse trocada sua bolsa de colostomia que estava carregada de fezes.

Após alguns minutos o indivíduo passou a ameaçar as enfermeiras de plantão, retirou a bolsa, e arremessou fezes contra as dependências do CAIS causando uma situação de risco biológico em um ambiente de saúde pública, além do enorme risco de propagação de germes patogênicos nos pacientes e servidores que ali se encontravam.

O primeiro representado que estava no local filmava tudo com uma câmera, quando um guarda municipal extrapolando suas funções, no intuito de ajudar o paciente, com receio do referido falecer naquele local, e não conseguindo auxílio de nenhum dos funcionários da saúde do Posto que estavam traumatizados com tal situação, que nunca ocorreu em nenhum posto de saúde em nossa Capital, tentou erguer o mesmo e como esse não se levantava, arrastou por alguns metros até uma sala de emergência onde recebeu os devidos cuidados médicos.

Essa situação teve ampla repercussão na mídia local e nacional, e nas Redes Sociais causando forte comoção no eleitorado da capital, criando assim estados mentais passionais de forma subliminar de que a saúde no município de Goiânia é precária e desumana.

O crime eleitoral ora denunciado é que o primeiro representado Rogerio Caetano Mendes, que gravou as cenas e levou para os meios de comunicação, armou toda essa situação, primeiro mentindo que era paciente que estava no local para ser atendido, depois em outra emissora afirmando que era acompanhante do Sr. Aguinaldo.

Após investigações realizadas pela Coligação noticiante, o primeiro denunciado foi filmado com funcionários da Ideia Produções, visitando o Sr. Aguinaldo no Hospital Geral de Goiânia fazendo promessas para o mesmo, como fornecimento de passagem de ônibus para o Mato Grosso para que o mesmo realizasse depoimentos filmados para Campanha Eleitoral.

O denunciado Rogério Caetano Mendes, possui diversas passagens na polícia é notoriamente um cabo eleitoral a serviço da candidatura de Jovair Arantes e Francisco Junior, conforme se desprende de sua página no Facebook onde se vislumbra apoio ao candidato da Coligação Goiânia 24 Horas, devendo a Polícia Federal investigar o mesmo sobre os fatos ocorridos que tumultuaram o ambiente eleitoral de Goiânia.

DO PEDIDO

Ante o exposto, requer a Vossa Excelência receba a presente notícia-crime e determine a apuração dos crimes eleitorais cometidos pelos representados.

Termos em que,

Pede e espera deferimento.

Goiânia, 14 de agosto de 2012.

EDILBERTO DE CASTRO DIAS

OAB GO 13.748

RAPHAEL R. ÁVILA PINHEIRO SALES

OAB-GO 25.390

NILE WILLIAM FERNANDES HAMDY

OAB-GO 32.18

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email