Paulo Preto tem quebra de sigilo bancário na Suíça

O Ministério Público da Suíça enviou para as autoridades brasileiras detalhes sobre as contas que o operador tucano e ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, manteve naquele país; com esse protocolo, equivalente a uma quebra de sigilo bancário no Brasil, será possível descobrir quem fez depósitos e quem recebeu recursos de Paulo Preto

Paulo Preto tem quebra de sigilo bancário na Suíça
Paulo Preto tem quebra de sigilo bancário na Suíça (Foto: José Cruz/ABr)

247 - O Ministério Público da Suíça enviou para as autoridades brasileiras detalhes sobre as contas que o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, manteve naquele país. Com esse protocolo, equivalente a uma quebra de sigilo bancário no Brasil, será possível descobrir quem fez depósitos e quem recebeu recursos de Paulo Preto.

A reportagem publicada no jornal Folha de S. Paulo afirma que há precedentes para o caso: "foi quando documentos desse tipo chegaram ao Brasil que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa decidiu fazer o primeiro acordo de delação premiada da Operação Lava Jato, em 2014, revelando o esquema criminoso que vigorava na estatal."

Sobre os valores das contas de Paulo Preto, a matéria destaca que "o saldo das contas do ex-diretor da Dersa era de 35 milhões de francos suíços quando ele decidiu transferir os recursos para Bahamas, no Caribe, no início de 2017. O montante corresponde atualmente a R$ 144,3 milhões."

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247