HOME > Geral

PE terá R$ 33 mi para ações de combate à seca

Secretário Nacional de Defesa Civil, general Adriano Pereira, prometeu ao presidente da Compesa, RobertoTavares, aprovar ainda este mês, o Plano de Enfrentamento à Seca, no valor de R$ 33 milhões para Pernambuco; expectativa estadual  é que as contratações serão feitas até abril e as obras sejam iniciadas imediatamente; recursos serão direcionados para as cidades de Jucati, Itaíba, Jupi e Surubim, todas no Agreste de Pernambuco, a região mais crítica de abastecimento do Estado, em decorrência da pior seca dos últimos 50 anos

Remanso - Com a falta de chuva na nascente do Rio São Francisco, o reservatório de Sobradinho vive a maior seca de sua história (Marcello Casal jr/Agência Brasil) (Foto: Paulo Emílio)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O secretário Nacional de Defesa Civil, general Adriano Pereira, prometeu ao presidente da Compesa, RobertoTavares, aprovar ainda este mês, o Plano de Enfrentamento à Seca, no valor de R$ 33 milhões para Pernambuco, compromisso firmado entre a presidenta Dilma Rousseff e o governador Paulo Câmara.

Otimista com a garantia da aprovação da proposta do governo de Pernambuco, o presidente da Compesa estima que se a aprovação ocorrer em março, as contratações serão feitas até abril e as obras serão iniciadas imediatamente. Dentre outras, as obras irão socorrer as cidades de Jucati, Itaíba, Jupi e Surubim, todas situadas no Agreste de Pernambuco, a região mais crítica de abastecimento do Estado, em decorrência da pior seca dos últimos 50 anos. "Estamos cumprindo a determinação do governador Paulo Câmara em buscar alternativas técnicas que possam viabilizar os investimentos necessários para o atendimento à população", afirmou Tavares.

Uma das cidades beneficiadas no Plano de Enfrentamento à Seca é a cidade de Surubim, onde está localizada a barragem de Jucazinho, que hoje está com 1,4% da sua capacidade. Ali, a Compesa fará uma obra de interligação do Sistema Palmeirinha, em Bom Jardim, ao sistema da cidade, um investimento de R$ 3 milhões. 

Em colapso há dois anos, a cidade de Jucati será contemplada com uma obra que irá permitir o restabelecimento do abastecimento de água, a partir do Sistema de Garanhuns, uma ação que custará R$ 11 milhões. Já o município de Jupi receberá água a partir da barragem de Pau Ferro, localizada em Quipapá.

Também será feita uma obra para atendimento de uma parte da zona rural de Itaíba, que hoje não é abastecida pela Compesa e se encontra sem alternativas. 

*Com informações da Assessoria de Imprensa

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: