Perillo vai criar Conselho Gestor de Obras do Estado

Projeto que está na Assembleia prevê que órgão seja composto pelos secretários Giuseppe Vecci (Planejamento e Gestão), José Carlos Siqueira (Controladoria-Geral do Estado), Simão Cirineu Dias (Fazenda), Alexandre Tocantins (Procuradoria-Geral do Estado) e Vilmar Rocha (Casa Civil); Agetop, que é responsável por grande parte das obras, não possuiria representante entre os membros-titulares

Perillo vai criar Conselho Gestor de Obras do Estado
Perillo vai criar Conselho Gestor de Obras do Estado
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247_ Vem aí o Conselho Gestor de Obras e Projetos Prioritários e de Investimentos Públicos. A iniciativa é do governador Marconi Perillo (PSDB) e o projeto já foi protocolado na Assembleia Legislativa com o nº 2013001006.

O objetivo, segundo justificativa do Poder Executivo, é dotar a administração estadual de um instrumento que favoreça o aceleramento do ritmo de obras e projetos considerados prioritários para o Estado. “De forma segura – acrescenta Marconi Perillo -, e buscando a centralização de responsabilidades.”

O Conselho Gestor de Obras, se aprovado, vai ser gerido pela Controladoria-Geral do Estado. Ele será integrado por representantes dos órgão diretamente envolvidos com as providências administrativas, que é o objeto da principal atribuição acometida ao colegiado.

São considerados membros-titulares os secretários Vilmar Rocha (Casa Civil), Giuseppe Vecci (Planejamento e Gestão), Simão Cirineu Dias (Fazenda), Alexandre Tocantins (Procuradoria-Geral do Estado) e José Carlos Siqueira (Controladoria-Geral do Estado).

No mesmo projeto, o governador pede autorização também para discriminar obras e projetos considerados emergenciais, bem como o oferecimento da estrutura técnico-operacional necessária à execução das medidas preconizadas.

(Com informações da Agência Assembleia)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email