CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Pesquisa: fogos mais caros e milho mais barato em AL

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São João, divulgado pela Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), aponta que os fogos de artifício estão mais caros e o milho mais barato em Alagoas; foram avaliados 41 produtos mais consumidos nesse período de festas juninas

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São João, divulgado pela Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), aponta que os fogos de artifício estão mais caros e o milho mais barato em Alagoas; foram avaliados 41 produtos mais consumidos nesse período de festas juninas (Foto: Voney Malta)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Alagoas247 - Os fogos de artifício estão mais caros e o milho está mais barato este ano em Alagoas. Pelo menos é o que aponta o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São João, divulgado pela Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande). No total, 41 produtos que são mais consumidos nesse período do ano foram avaliados, entre eles, roupas, acessórios, comidas típicas, fogos de artifício e o tradicional milho verde, comparando o preço atual à pesquisa realizada em 2013.

Neste ano, os fogos de artifício apresentaram o maior aumento, principalmente o item "traque", com variação positiva de 22,73%. Em seguida, tiveram crescimentos significativos o "estalo balé" e a 'chuvinha", com aumento de 15,91% e 12,50%, respectivamente.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"O período de Copa do Mundo também favoreceu o aumento dos fogos de artifício, pois, como de costume, a população comemora os gols da seleção brasileira com fogos. Logo, com o aumento da procura por este item, os valores também subiram como forma de equilibrar o mercado", afirma o gerente do IPC da Seplande, Gilvan Sinésio.

As comidas típicas também estão com preços mais elevados neste ano. Os bolos estão 15,50% mais caros em relação ao ano passado, seguidos pelo açúcar e amendoim, que apresentaram aumento de 8,74% e 7,70%, respectivamente. Entretanto, para garantir o entusiasmo do consumidor alagoano, o tradicional milho verde, principal alimento do período festivo, apresentou uma queda de -16,6% em relação a 2013.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"A baixa dos preços do milho aconteceu graças ao crescimento da produção deste ano, que foi suficiente para suprir a demanda local dos estados produtores e, já que não sofremos com a seca, os agricultores puderam fornecer o produto mais barato do que em 2013", explica Gilvan Sinésio.

De acordo com os dados, houve um aumento significativo nos preços do chapéu, com variação positiva de 0,56%, e do balão, que apresentou uma alta de 0,48%. Já no grupo de vestuário, o vestido adulto apresentou a maior variação, com alta de 6,99%. Em seguida, o vestido infantil, com 5,57%, e a blusa xadrez masculina adulta, com alta de 2,62% em seus preços.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Com gazetaweb.com e Ascom

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO