PF atua contra grupos de extermínio em Sergipe

Onze pessoas suspeitas de integrar quatro grupos de extermínio que atuavam na região do baixo São Francisco, em Sergipe, foram presas nesta sexta-feira 26; outros dez mandados de prisão temporária e quatro de condução coercitiva estão sendo cumpridos no âmbito da Operação Urubu de Baixo; os agentes investigam ao menos cinco assassinatos e duas tentativas de homicídios, além de roubos, tráfico de drogas e comércio ilegal de armas e munições

Onze pessoas suspeitas de integrar quatro grupos de extermínio que atuavam na região do baixo São Francisco, em Sergipe, foram presas nesta sexta-feira 26; outros dez mandados de prisão temporária e quatro de condução coercitiva estão sendo cumpridos no âmbito da Operação Urubu de Baixo; os agentes investigam ao menos cinco assassinatos e duas tentativas de homicídios, além de roubos, tráfico de drogas e comércio ilegal de armas e munições
Onze pessoas suspeitas de integrar quatro grupos de extermínio que atuavam na região do baixo São Francisco, em Sergipe, foram presas nesta sexta-feira 26; outros dez mandados de prisão temporária e quatro de condução coercitiva estão sendo cumpridos no âmbito da Operação Urubu de Baixo; os agentes investigam ao menos cinco assassinatos e duas tentativas de homicídios, além de roubos, tráfico de drogas e comércio ilegal de armas e munições (Foto: Gisele Federicce)

Alex Rodrigues - Repórter da Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) já prendeu 11 pessoas suspeitas de integrar quatro grupos de extermínio que atuavam na região do baixo São Francisco, em Sergipe. Outros dez mandados de prisão temporária e quatro de condução coercitiva (quando o réu é conduzido para prestar depoimento e liberado em seguida) estão sendo cumpridos pelos cerca de 170 policiais federais e civis que participam da Operação Urubu de Baixo, deflagrada no início da manhã de hoje (26).

Segundo a PF, as investigações iniciadas em fevereiro deste ano apontam que os suspeitos participaram de pelo menos cinco assassinatos e duas tentativas de homicídios, além de estarem envolvidos em roubos, tráfico de drogas e comércio ilegal de armas e munições. Os investigados atuavam principalmente na cidade de Propriá (SE). Um mandado de condução coercitiva com busca e apreensão foi cumprido em Estrela do Oeste, no interior de São Paulo.

Todos os suspeitos serão ouvidos na Superintendência da Polícia Federal. Em seguida, os presos em caráter temporário serão encaminhados ao Complexo Penitenciário de Aracaju. Se ficar confirmada a participação nos crimes, o investigado será indiciado, de acordo com seus atos, pelos crimes de associação criminosa, homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico e comércio ilegal de armas e munições.

Com as prisões, a apreensão de material e os interrogatórios, a PF espera esclarecer outras mortes brutais registradas na região. Outros detalhes das investigações e da operação serão fornecidos durante uma entrevista coletiva, esta manhã.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247