PF e Receita fazem operação em Alagoas e Bahia

A Polícia Federal (PF), em parceria com a Receita Federal, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (15), em Maceió e em três cidades do interior de Alagoas e da Bahia, a Operação Abdalônimo, que visa combater a lavagem de dinheiro, falsidade documental e a sonegação de impostos. No total, estão sendo cumpridos quatro mandados de prisão, 24 de busca e apreensão e oito de condução coercitiva expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - A operação foi iniciada por volta das 5h30 e teve como alvo, na capital, concessionárias de veículos localizadas na Avenida Menino Marcelo, uma loja no Hiper Bompreço, no bairro da Gruta, e um condomínio de luxo localizado na parte alta de Maceió. 

De acordo com o delegado federal Gustavo Gatto, 70 homens da PF e outros 25 da Receita estão envolvidos na operação, que também acontece nos municípios de Arapiraca, Anadia e Branquinha, em Alagoas, e em Feira de Santana, no estado da Bahia.

O delegado não informou quantas pessoas foram presas e nem o material apreendido, destacando que mais detalhes sobre a operação serão repassados durante entrevista coletiva nesta manhã.


A investigação foi iniciada diante do fato de que um empresário, que tem alto padrão de vida e possui diversos imóveis, carros esportivos, um avião e um helicóptero, não havia declarado à Receita Federal renda condizente a esses bens. 

Com o avanço das investigações, a Polícia Federal descobriu que o suspeito utilizava documentação falsa e criava empresas de fachada, ocultando bens mediante a utilização de terceiras pessoas, os “laranjas”. Os bens e as empresas eram registrados em nome de familiares do investigado e o esquema servia para sonegar os impostos devidos pelas empresas. 

Apurações preliminares apontam que os negócios do investigado teriam movimentado a quantia de R$ 300 milhões irregularmente nos últimos 5 anos. 

Abdalônimo, que dá nome à operação, era um homem pobre, que vivia de coletar água e regar os jardins, que foi escolhido por Alexandre, o Grande, para se tornar rei.

Com gazetaweb.com e assessoria

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email