PF prende Gilmar Machado, ex-prefeito de Uberlândia

Prisão tem relação com a Operação “Encilhamento” da Polícia Federal (PF), que ocorre em vários estados, e envolve a aplicação de recursos de institutos previdenciários em fundos de investimento; além do ex-prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, foram presas na cidade três pessoas, incluindo o ex-superintendente do Instituto de Previdência Municipal de Uberlândia (Ipremu), Marcos Botelho investigados vão responder por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, fraude a licitação, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinh

Prisão tem relação com a Operação “Encilhamento” da Polícia Federal (PF), que ocorre em vários estados, e envolve a aplicação de recursos de institutos previdenciários em fundos de investimento; além do ex-prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, foram presas na cidade três pessoas, incluindo o ex-superintendente do Instituto de Previdência Municipal de Uberlândia (Ipremu), Marcos Botelho
investigados vão responder por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, fraude a licitação, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinh
Prisão tem relação com a Operação “Encilhamento” da Polícia Federal (PF), que ocorre em vários estados, e envolve a aplicação de recursos de institutos previdenciários em fundos de investimento; além do ex-prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, foram presas na cidade três pessoas, incluindo o ex-superintendente do Instituto de Previdência Municipal de Uberlândia (Ipremu), Marcos Botelho investigados vão responder por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, fraude a licitação, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinh (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 – O ex-prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, foi preso na manhã desta quinta-feira (12) durante a Operação “Encilhamento” da Polícia Federal (PF), que ocorre em vários estados. As investigações apuram irregularidades envolvendo a aplicação de recursos de institutos previdenciários em fundos de investimento.

Além do ex-prefeito, foram presas na cidade três pessoas, incluindo o ex-superintendente do Instituto de Previdência Municipal de Uberlândia (Ipremu), Marcos Botelho.

Segundo a PF, em Uberlândia há a indicação de envolvimento de uma empresa de consultoria contratada pelos institutos de Previdência e elementos que apontam para corrupção de servidores.

Os investigados vão responder por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, fraude a licitação, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247