PF suspende parte da greve em Pernambuco

Agentes decidiram encerrar Operação Padrão realizada no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freire, esperando avanços na reunião marcada para a próxima quarta (15); investigações e operação seguem paralisadas 

PF suspende parte da greve em Pernambuco
PF suspende parte da greve em Pernambuco (Foto: Marcelo Camargo/ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Raphael Coutinho _PE247 – A Operação Padrão promovida por agentes da Polícia Federal no Estado, na área de embarque do Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freire, foi suspensa nesta segunda-feira (13). A decisão foi tomada em razão de uma reunião agendada com o Governo, na próxima quarta-feira (15), para discutir a pauta de reivindicação. Porém, segundo o Sindicato dos Policiais Federais do Estado (Sinpef), a greve continua.

Na tarde desta segunda, os agentes fizeram uma manifestação no aeroporto para informar a população sobre a situação. Com faixas e panfletos, os policiais apresentaram as reivindicações e os motivos da paralisação. No entanto, diferente de como ocorre em outros tipos de manifestações grevistas, o protesto não atrapalhou nenhum usuário do terminal.

O Sinpef declarou ainda que a retomada nos serviços é um voto de confiança no Governo. Por outro lado, investigações e operações policiais seguem paradas.

A categoria reivindica a reestruturação de carreira e o reajuste salarial, principalmente para agentes, escrivães e papiloscopistas. Outro item da pauta do Sinpef é a realização de mais concursos públicos, com o objetivo de preencher as demandas de efetivo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email