Piauí tem 130 cidades em estado de emergência

Ao todo, 130 cidades do Piauí já decretaram estado de emergência por conta da seca que atinge o estado; a última ao ser reconhecida pelo Ministério da Integração foi o município de Coivaras, localizada ao Norte piauiense; a medida garantirá o acesso de prefeituras às ações de apoio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) para socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de áreas danificadas

Ao todo, 130 cidades do Piauí já decretaram estado de emergência por conta da seca que atinge o estado; a última ao ser reconhecida pelo Ministério da Integração foi o município de Coivaras, localizada ao Norte piauiense; a medida garantirá o acesso de prefeituras às ações de apoio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) para socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de áreas danificadas
Ao todo, 130 cidades do Piauí já decretaram estado de emergência por conta da seca que atinge o estado; a última ao ser reconhecida pelo Ministério da Integração foi o município de Coivaras, localizada ao Norte piauiense; a medida garantirá o acesso de prefeituras às ações de apoio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) para socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de áreas danificadas (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí 247 - Ao todo, 130 cidades do Piauí já decretaram estado de emergência por conta da seca que atinge o estado. A última ao ser reconhecida pelo Ministério da Integração foi o município de Coivaras, localizada ao Norte piauiense.  A medida garantirá o acesso de prefeituras às ações de apoio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) para socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de áreas danificadas. De acordo com o diretor da Defesa Civil, Vitorino Tavares, neste período tente a crescer o número de municípios nessa situação por conta das chuvas irregulares e por efeitos danosos da estiagem de anos anteriores.

“Os açudes e lagos estão praticamente secos nessas cidades, porém ainda não há registro de falta de água para consumo humano, mas a seca prejudicou a produção agrícola e já começa a faltar para os animais. Na cidade de Coivaras, por exemplo, no mês de dezembro que costuma chover, ainda não caiu uma gota”, disse. O relato foi publicado no G1.

Segundo o dirigente, o período chuvoso na região do semiárido ocorre, anualmente, entre fevereiro e maio. “Já era prevista uma condição desfavorável a chuvas na região, então até meados de março temos essas cidades tendem a ficar em emergência. Isso é preocupante porque justamente e temos que ficar de olho”, afirmou.

O Ministério da Integração Nacional reconheceu nesta terça-feira (3) a situação de emergência de Coivaras e mais 10 municípios. As outras cidades são dos estados de Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Piauí, Sergipe e Rio Grande do Sul.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247