Pimentel: hoje é um dia triste para Minas Gerais

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, lamentou nesta quinta-feira 27, em vídeo, a venda de quatro usinas hidrelétricas da Cemig pelo governo federal; "É um dia triste para Minas. Tentamos de todas as formas uma negociação com a União, infelizmente não encontramos espaço no governo federal", disse; segundo Pimentel, "essa situação poderia ter sido ajustada pelos governos estaduais que nos antecederam"; "O tempo dirá se a decisão do governo federal foi a mais correta para o País. Para Minas Gerais com certeza não foi"; assista

Governador Fernando Pimentel assina obras na LMG 760. 26-07-2017- Marliéria Foto: Manoel Marques/imprensa-MG
Governador Fernando Pimentel assina obras na LMG 760. 26-07-2017- Marliéria Foto: Manoel Marques/imprensa-MG (Foto: Leonardo Lucena)

247, com Agência Brasil - O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), lamentou, nesta quarta-feira (27), a venda das usinas da Cemig pelo governo federal.

"É um dia triste para Minas. Tentamos de todas as formas uma negociação com a União, infelizmente não encontramos espaço no governo federal", disse ele, em vídeo publicado nas redes sociais.

De acordo com o chefe do executivo estadual, "essa situação poderia ter sido ajustada pelos governos estaduais que nos antecederam".

"Quero agradecer o empenho de todos que nos ajudaram neste processo, prefeitos, Assembleia Legislativa, uma parte importante da bancada federal. Todos que se empenharam para defender este patrimônio construído com o trabalho dos mineiros. O tempo dirá se a decisão do governo federal foi a mais correta para o País. Para Minas Gerais não foi", acrescentou.

O governo federal arrecadou R$ 12,1 bilhões com o leilão de quatro usinas hidrelétricas operadas pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). O leilão foi realizado nesta terça (27) na Brasil, Bolsa, Balcão (B3), antiga BM&F Bovespa, centro da capital paulista.

O primeiro lote, da hidrelétrica de São Simão, em Goiás e Minas Gerais, foi arrematado pelo grupo chinês Spic Pacif Energy PTY, única proposta oferecida, por R$ 7,18 bilhões, ágio de 6,51%.

Venceu a disputa pelo segundo lote, referente à hidrelétrica Jaguara, em Minas Gerais e São Paulo, o Consórcio Engie Brasil Minas Geração, por R$ 2,17 bilhões, ágio de 13,59%.

O Consórcio Engie também arrematou o terceiro lote, da hidrelétrica de Miranda, Minas Gerais, por R$ 1,36 bilhão, ágio de 22,42%.

O último lote, de Volta Grande, em Minas Gerais e São Paulo, foi arrematado pela Enel Brasil S.A., com ágio de 9,84% e valor de R$ 1,4 bilhão. Todos os contratos têm prazo de 30 anos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247